Agregar a favoritos      Ayuda      Português      Ingles     

Conhecimento: um ativo imaterial

Enviado por wheckert



Partes: 1, 2

  1. Introduç
  2. Capital físico
  3. A riqueza imaterial da intelectualidade
  4. O conhecimento como agente de movimento
  5. Capital intelectual
  6. Conclus
  7. Bibliografia

 

INTRODUÇÃO

O valor do conhecer sempre teve sua expressão no tempo.

O homem desde os primórdios da civilização, em etapas evolutivas como a era do pastoreio, da agricultura, da indústria sempre utilizou a mente, mas, hoje se encontra mais evoluído com o emprego da intelectualidade, ou seja, de um

refinado uso da inteligência, apoiado em múltiplos conhecimentos.

Não é demasiadamente rigoroso afirmar que se o saber sempre valeu hoje

valha talvez mais, a ponto de poder ser negociado como se algo material fosse.

O mundo globalizado atual se caracteriza por um progresso vertiginoso nas novas tecnologias da informação e das telecomunicações.

A contabilidade, ciência do patrimônio da célula social, vem acompanhando a evolução, com seriedade e responsabilidade acompanhando esta era onde o

saber é instrumento da própria sobrevivência.

Mais até que o capital físico a força que o move, acionada pelo homem, é

digna de expressão, como valor não só mensurável, mas, especialmente

utilizável para a obtenção dos fins propostos pelas células sociais.

Quem se aprofunda na doutrina Neopatrimonialista pode avaliar, na

metodologia proposta pelo cientista brasileiro Lopes de Sá, o quanto de

holístico e humano se pode encontrar no campo da Contabilidade.

CAPITAL FÍSICO

O Demonstrativo tradicional denominado "Balanço Patrimonial" espelha o capital da célula social sem, todavia, revelar a força imaterial do intelecto, como agente transformador da riqueza.

Não se cogitou ainda com seriedade necessária de evidenciar o ativo intangível da intelectualidade como também a de outros intangíveis.

O que existe evidenciado é o que a lei permite, não o que de realidade deveras existe.

O capital nominal é apenas um valor atribuído para efeito de lei, para

expressões físicas, mas, oculta a grande potência agregada, intangível.

A preocupação é a de posse e não a de função como bem escreve o mestre Lopes de Sá em seus muitos trabalhos.

A escrita contábil tradicional está limitada às normas legais e institucionais e a muito deixou de expressar a realidade do patrimônio da célula social.

Sequer a velocidade com que as transformações ocorrem o balanço pode as

exprimir, a menos que se utilize de recursos especiais sobre as

"potencialidades" (estas tão esquecidas do sistema legal).

Essa a razão pela qual a empresa, ao negociar seu patrimônio, se o fizer pelo

que consta no Balanço Patrimonial, fugirá à realidade. Não é sem muitas

razões que em caso de venda, cisão e incorporação sempre são feitas as

reavaliações.

Há um balanço contábil para fins legais e um balanço negocial para fins de transação.

Os valores imateriais, muitas vezes, podem superar o capital físico registrado.

A crescente discrepância entre o valor de mercado e o valor nos livros é largamente atribuída pelos estudiosos a fatores diversos dentro os quais se

destaca o capital intelectual.

Há uma crescente crítica à contabilidade tradicional onde só se menciona o capital físico e não consta o patrimônio imaterial.

Há casos de empresas que operam em Internet como Yahoo, Excite, Nescape, Cybercash, Amazon, Geocities e outras, com balanços que apresentam perdas, mas cujos ativos intangíveis (estes representados por marcas, o conhecer de seus objetivos, o valor de seus empregados, o desenvolvimento de alguns sistemas de informações ou canais de distribuição eficientes) lhes dão uma valorização impressionante.

Não é o fato da empresa dar lucro o que leva a valorização de um serviço do qual se tem a metodologia, como ocorre nos sistemas informatizados, como os

"on line".

Os referidos sistemas são os de integração de computadores comuns, ligados a uma rede e que até recebem visitas diárias de pessoas que também possuem

computadores. Não há, no caso nessa metodologia, um valor físico, mas, de um inteligente processo. Esses serviços vivem da esperança de que no dia seguinte voltarão a ser visitados por milhares ou milhões de pessoas. Neste momento tais abstrações valem dinheiro.(Ver pg. 4, Conhecimento uma força intelectual de minha autoria, 2002).

Segundo Leal (2000), o valor de uma empresa no mercado está representado pelo valor de suas ações. Quando o preço é maior que o registrado nos livros, se menciona que o excedente o potencial de produtividade da empresa, representa um ativo:

  • invisível

  • não contabilizado

  • intangível

Existem os ativos intangíveis que tem sua origem no conhecimento, habilidades e valores do pessoal. Estes ativos geram valor econômico para a organização.

Partes: 1, 2

Página siguiente 

Comentarios


Trabajos relacionados

Ver mas trabajos de Contabilidad

 

Nota al lector: es posible que esta página no contenga todos los componentes del trabajo original (pies de página, avanzadas formulas matemáticas, esquemas o tablas complejas, etc.). Recuerde que para ver el trabajo en su versión original completa, puede descargarlo desde el menú superior.


Todos los documentos disponibles en este sitio expresan los puntos de vista de sus respectivos autores y no de Monografias.com. El objetivo de Monografias.com es poner el conocimiento a disposición de toda su comunidad. Queda bajo la responsabilidad de cada lector el eventual uso que se le de a esta información. Asimismo, es obligatoria la cita del autor del contenido y de Monografias.com como fuentes de información.

Iniciar sesión

Ingrese el e-mail y contraseña con el que está registrado en Monografias.com

   
 

Regístrese gratis

¿Olvidó su contraseña?

Ayuda