Ética da imanência

943 palavras 4 páginas
Resumo Textual - Aristóteles: ética da imanência

A Ética e a Política de Aristóteles formam o primeiro grande tratado sobre o comportamento das pessoas e da sociedade.
A Tarefa primordial da ciência ética consiste em colocar uma certa harmonia, hierarquia e comando nesta complexidade; tarefa muito difícil que só pode ser cumprida aproximativamente, pois desde o inicio Aristóteles adverte que as ciências da ética e da política analisam as condutas humanas mutáveis por aproximação e não por definição como na metafísica que é a ciência das coisas imutáveis. (EN, 1,5).
Podemos destacar em quatro eixos dos quais giram as duas obras de Aristóteles; A ética é natural: emerge da estrutura biológica do ser humano tomado em sua individualidade
…exibir mais conteúdo…
É daqui que nasce a ética como orientação da liberdade para que ela construa e conquiste a finalidade (causa final) de sua existência que é a felicidade numa sociedade justa, segundo os gregos; na sociedade política e na comunidade de fé, para os cristãos.
Em todas as suas ações o homem visa alguma finalidade, alcançar um bem. Há, porém, uma hierarquia de bens, nesta hierarquia de bens e fins ordenados é preciso que haja um bem final que sintetize todos e que será o fim último e supremo. Este bem é a felicidade. Portanto, para ser feliz não basta a contemplação interior, mas é necessário “também o bem-estar exterior” e “sem este a felicidade se esvai”.
Mas, ainda, a sociedade justa é condição absolutamente necessária para que o homem seja feliz; a razão é que sendo ele, por natureza, um ser social e político precisa viver com os outros. O cidadão ético e justo é feliz mesmo que não seja filósofo, pois a felicidade é um bem humano, uma aspiração de todos e não de uns poucos pensadores.
A ética em sentido global consiste exatamente em disciplinar, harmonizar e hierarquizar todas essas energias e funções: homem virtuoso e ético é aquele que consegue ordenar esta sua riquíssima variedade de energias e funções.
Embora no homem existam três vidas – instintiva, sensitiva e intelectiva -, uma e única é sua forma, a racionalidade que ordena e comanda o todo. Então fica

Relacionados

  • Ética normativa
    997 palavras | 5 páginas
  • Resumo de teologia e outros saberes. passos, joão décio - pg. 109 a 126
    1818 palavras | 8 páginas
  • Resumo - teologia
    1240 palavras | 5 páginas
  • argumentos antropologicos sobre a xistencia de deus
    11269 palavras | 46 páginas
  • A concepção moderna do homem
    1430 palavras | 6 páginas
  • A concepção moderna do homem
    1584 palavras | 7 páginas
  • NOVA CIÊNCIA E RACIONALISMO
    2149 palavras | 9 páginas
  • Psicologia da sexualidade - artigo schopenhauer
    1405 palavras | 6 páginas
  • Saber cuidar - leonardo boff
    2158 palavras | 9 páginas