00 Trabalho Caso Zara

990 palavras 4 páginas
FACULDADE ESTÁCIO DO RECIFE
CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ALESSANDRA RODRIGUES
ERALDO MONTEIRO
LEANDRO BARROS
LEEJAKSON CAMPOS
MILLENA ANDRADE DE SOUZA

ESTUDO DO CASO ZARA

Recife, 2014
Caso: Boicote à Zara

Uma equipe de fiscalização do Ministério do Trabalho encontrou, em 2011, uma casa na Zona Norte de São Paulo onde 16 pessoas, sendo 15 bolivianos, viviam e trabalhavam em condições de semi-escravidão. Eles produziam peças para a uma empresa fornecedora da marca de roupas Zara, que faz parte do grupo espanhol Inditex. Os trabalhadores enfrentavam uma jornada de trabalho de mais de 16 horas por dia em uma casa, onde também viviam. A remuneração paga pela empresa a cada um dos funcionários não era condizente com o tempo de trabalho, e eles tampouco tinham carteira assinada. "Não havia salário fixo", afirmou a costureira Maria Susicleia Assis, diretora do Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco. "Além disso, muitas vezes eles chegavam a trabalhar 20 horas por dia".
Foram identificadas pelo MTE cerca de 35 oficinas que apresentavam possibilidade de ter trabalho escravo, realizado por bolivianos (portanto com indício de tráfico), produzindo roupas da marca Zara. Até o momento, quatro foram fiscalizadas. A rede não é a primeira a ser flagrada com a presença de trabalho irregular em sua cadeia. Uma oficina que prestava serviço para a Argonaut – uma das marcas de roupas da linha jovem da rede Pernambucanas – foi flagrada com bolivianos

Relacionados

  • FICHAMENTO CASO ZARA - MODA RAPIDA
    1138 palavras | 5 páginas
  • Caso zara
    872 palavras | 4 páginas
  • Estudo de caso zara
    553 palavras | 3 páginas
  • Trabalho Case Zara
    1772 palavras | 8 páginas
  • Caso Zara
    2535 palavras | 11 páginas
  • Caso zara
    1392 palavras | 6 páginas
  • estudo de caso, zara
    7160 palavras | 29 páginas
  • Caso Zara
    9433 palavras | 38 páginas