A CRÍTICA DE HUME À CAUSALIDADE E SUA INFLUÊNCIA NA “REVOLUÇÃO COPERNICANA” DE KANT

1432 palavras 6 páginas
LEANDRO DA SILVA FARIAS

A CRÍTICA DE HUME À CAUSALIDADE E SUA INFLUÊNCIA NA
“REVOLUÇÃO COPERNICANA” DE KANT

UNICASTELO
SÃO PAULO
2013

LEANDRO DA SILVA FARIAS

A CRÍTICA DE HUME À CAUSALIDADE E SUA INFLUÊNCIA NA
“REVOLUÇÃO COPERNICANA” DE KANT

Trabalho desenvolvido durante o curso de pós graduação latu-sensu de filosofia da linguagem na filosofia contemporânea, como parte da avaliação referente à disciplina origens da filosofia contemporânea, da universidade Camilo Castelo
Branco.

UNICASTELO
SÃO PAULO
2013

Para tratarmos deste assunto, se faz necessário apontar a crítica que Hume faz ao princípio de causalidade e suas consequências, somente então, é que estaremos em condições de analisar as influências dessa crítica. Para apresentar a crítica de Hume, uma etapa anterior se faz imperiosa, qual seja – entender, basicamente, as ideias de nosso autor no tema tratado.
Nosso filósofo, juntamente com os outros empiristas, acredita que todas as ideias surgem de nossas experiências sensoriais. Aliás, essas experiências geram todas as percepções de nossa mente. Seguindo seu método de análise, ele faz uma distinção entre os tipos de existentes de percepções que são as impressões e as ideias1; no primeiro caso trata-se daquilo que é o resultado imediato de nossas experiências, aquilo que tem uma vivacidade maior quando vemos, ouvimos, sentimos, amamos, odiamos, etc.; no segundo, trata-se de uma cópia das impressões, ou ainda, daquilo que nos

Relacionados

  • Cosipa e sua influência para o desenvolvimento de cubatão
    10767 palavras | 44 páginas
  • ética de Kant
    1630 palavras | 7 páginas
  • A influência da modernidade e pós-modernidade na engenharia de produção
    1771 palavras | 8 páginas
  • Nexo de causalidade e concausalidade
    2681 palavras | 11 páginas
  • A INFLUÊNCIA MARXISTA NA REVOLUÇÃO RUSSA EM 1917
    8962 palavras | 36 páginas
  • A REVOLUCAO FRANCESA E AS REPERCUSSOES NA EDUCACAO DE SURDOS
    5782 palavras | 24 páginas
  • David Hume
    1672 palavras | 7 páginas
  • A Teoria do Conhecimento de Kant-O Idealismo Transcendental
    8881 palavras | 36 páginas
  • Revolução copernicana
    1434 palavras | 6 páginas