A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO ESCOLAR A ESCOLA COMUM INCLUSIVA

15983 palavras 64 páginas
A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO ESCOLAR
A ESCOLA COMUM INCLUSIVA
ELABORAÇÃO
Universidade Federal do Ceará – UFC
APOIO
Ministério da Educação – MEC
Secretaria de Educação Especial – SEESP
ORGANIZAÇÃO
Maria Teresa Eglér Mantoan
Martinha Clarete Dutra dos Santos
Rita Vieira de Figueiredo

AUTORAS
Edilene Aparecida Ropoli
Maria Teresa Eglér Mantoan
Maria Terezinha da Consolação Teixeira dos Santos
Rosângela Machado

Aos Leitores e como Introdução
A Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva foi elaborada segundo os preceitos de uma escola em que cada aluno tem a possibilidade de aprender, a partir de suas aptidões e capacidades, e em que o conhecimento se constrói sem
…exibir mais conteúdo…

Os sistemas educacionais constituídos a partir da oposição – alunos normais e alunos especiais – sentem-se abalados com a proposta inclusiva de educação, pois não só criaram espaços educacionais distintos para seus alunos, a partir de uma identidade específica, como também esses espaços estão organizados pedagogicamente para manter tal separação, definindo as atribuições de seus professores, currículos, programas, avaliações e promoções dos que fazem parte de cada um desses espaços.
Os que têm o poder de dividir são os que classificam, formam conjuntos, escolhem os atributos que definem os alunos e demarcam os espaços, decidem quem fica e quem sai destes, quem é incluído ou excluído dos agrupamentos escolares.
Ambientes escolares inclusivos são fundamentados em uma concepção de identidade e diferenças, em que as relações entre ambas não se ordenam em torno de oposições binárias
(normal/especial, branco/negro, masculino/feminino, pobre/rico). Neles não se elege uma identidade como norma privilegiada em relação às demais.
Em ambientes escolares excludentes, a identidade normal é tida sempre como natural, generalizada e positiva em relação às demais, e sua definição provém do processo pelo qual o poder se manifesta na escola, elegendo uma identidade específica através da qual as outras identidades são avaliadas e hierarquizadas.
Esse poder que define a identidade normal, detido por professores e gestores mais

Relacionados

  • A educação especial na. perspectiva da inclusão escolar. fascículo i: a escola comum inclusiva
    1402 palavras | 6 páginas
  • tcc inclusao pessoas com deficiencia no ensino regular
    5475 palavras | 22 páginas
  • INCLUSÃO DE PESSOAS ESPECIAIS NAS ESCOLAS
    10731 palavras | 43 páginas
  • Inclusão e integração escolar
    2009 palavras | 9 páginas
  • ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO: Estudo de caso de um aluno com baixa visão
    9746 palavras | 39 páginas
  • politicas publicas na educação especial
    3432 palavras | 14 páginas
  • Tcc d faculdade
    9407 palavras | 38 páginas
  • Educação inclusiva um desafio para professores das séries iniciais
    6272 palavras | 26 páginas
  • monografia neuropsicopedagogia
    11877 palavras | 48 páginas
  • A INCLUSÃO DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NAS ESCOLAS REGULARES: SERÁ QUE A ESCOLA ESTÁ MESMO PREPARADA?
    2793 palavras | 12 páginas