A HISTÓRIA DO RADIOJORNALISMO NO BRASIL

3158 palavras 13 páginas
RADIO DÉCADA DE 30

Nessa época o rádio poderia vir a se tornar um perigoso veículo de comunicação, de divulgação dos acontecimentos e de propaganda contra o poder estabelecido. O governo limitou as sociedades civis a transmitirem uma programação com fins educativos, científicos de benefício público, proibida a propagação de notícias internas de caráter político.
Em São Paulo, as eleições de 1930 já contavam com a presença efetiva do rádio. A Rádio Educadora Paulista tinha entre seus associados Júlio Prestes, candidato à presidência da República. Esquecendo seus princípios educativos, a emissora fez efetiva campanha para o candidato paulista. Dentro da Rádio não se falava em Getúlio Vargas, candidato da Aliança Liberal, pois isso era proibido.
Com a Revolução Constitucionalista de 1932, São Paulo vivenciou “uma verdadeira guerra no ar” entre as emissoras paulistas e cariocas. As rádios Philips, do Rio de Janeiro, e Record, de São Paulo, realizavam transmissões conjuntas, tornando-se inimigas e veiculo revolucionário.

As diversas transformações do rádio começaram na década de 30. I Decreto 21.111 de 1º de março de 1932 autorizava que 10% da programação do rádio deveriam ser comerciais, gerando grande competição entre os possuidores dos receptores.

No Brasil, as primeiras transmissões AM surgiram com a emissora de Roquette-Pinto, que em 1923 fundou a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Em 1936 a rádio transformou-se em Rádio Ministério da Educação, que propaga o

Relacionados

  • História do Cinema no Brasil
    2693 palavras | 11 páginas
  • A HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO
    1705 palavras | 7 páginas
  • lista de história do brasil
    1570 palavras | 7 páginas
  • HISTORIA DO GRAFITE NO BRASIL
    382 palavras | 2 páginas
  • História do Brasil Colonia - Resumo
    3299 palavras | 14 páginas
  • Historia do banco do brasil
    1325 palavras | 6 páginas
  • HISTÓRIA DOS PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL
    2594 palavras | 11 páginas
  • Resenha do livro território e historia no brasil
    8528 palavras | 35 páginas
  • historia do odio no brasil
    1799 palavras | 8 páginas
  • A historia do eja no brasil
    2488 palavras | 10 páginas