A Independência dos Estados Unidos

3377 palavras 14 páginas
Independência dos Estados Unidos

Locke e a Independência

O movimento de independência das treze colônias inglesas na América do Norte foi organizado a partir das idéias do filósofo inglês John Locke. Como um dos pensadores da Revolução Gloriosa inglesa, no final do século XVII, John Locke defendia a idéia de que era lícito ao povo rebelar-se contra o Estado, quando os governantes deixam de cumprir seu papel primordial, que era garantir aos indivíduos os direitos naturais, identificados como a felicidade, a liberdade e a prosperidade. A partir deste princípio, no final do século XVIII, com as tentativas do governo inglês de impor o pacto colonial, os colonos ingleses nas treze colônias passaram a reivindicar sua autonomia administrativa, que culminou na sua independência e no surgimento de um novo Estado – os Estados Unidos da América. A declaração de independência promulgada pelos colonos no Segundo Congresso Continental da Filadélfia (4 de julho de 1776) retrata o grau de influência do pensador inglês sobre o movimento dos colonos ingleses na América do Norte. A organização do Estado estadunidense é outro indicativo da influência das idéias da Revolução Gloriosa sobre a sociedade colonial inglesa na América do Norte. No preâmbulo da Constituição dos Estados Unidos, podemos identificar novamente as idéias defendidas por John Locke em sua obra “Segundo tratado sobre o governo”.

“Nós, o povo dos Estados Unidos, a fim de formar uma União mais perfeita,

Relacionados

  • Etimologia dos EUA
    1980 palavras | 8 páginas
  • A historia ...
    1721 palavras | 7 páginas
  • As treze Colônias e a Formação dos E.U.A
    2308 palavras | 10 páginas
  • O processo de independência das treze colônias americanas e a independência da américa espanhola
    867 palavras | 4 páginas
  • Pais Fundadores dos EUA
    3639 palavras | 15 páginas
  • Conflitos étnicos-nacionalistas e separatismo
    5760 palavras | 24 páginas
  • As treze colonias americanas
    1237 palavras | 5 páginas
  • América no Seculo XIX
    1095 palavras | 5 páginas
  • A AMÉRICA DO SÉCULO XIX
    1613 palavras | 7 páginas
  • Conflitos mundias
    4396 palavras | 18 páginas