A arte de imitar, segundo a poética de aristóteles

1892 palavras 8 páginas
A arte de imitar, segundo a poética de Aristóteles[1]
Ana Paula Carneiro das Chagas Silva[2]
Francisco Samuel Lopes Furtado[3]

RESUMO: Este artigo tem por objetivo falar do texto literário, sua intencionalidade e o que ele tem a nos passar sobre a poética. Segundo Aristóteles, a mimesis não vem imitar a vida, mas ela trata de possíveis situações do cotidiano do ser humano e fala da critica literária que aborda os textos citando o impacto que eles causam na formação do conceito literário.

Palavras- chave: Literário. Poética. Crítica. Conceito.

INTRODUÇÃO

Sendo os textos usados para informar, contrariar e discutir opiniões, Aristóteles nos afirma que a poética não vem abordar historias já vividas, mas ela vem com
…exibir mais conteúdo…
A força destas emoções é um prazer causado pela mimesis destes personagens, que leva a catarse das emoções. A catarse é uma mistura de alivio e prazer. Para Albin Leski, a catarse não esta ligada a nenhum efeito moral, entender a questão desta forma soa como um anacronismo cristão, ou seja, não há no sentido próprio da poética, uma “purificação do espírito”, um exercício prático da alma. Os espectadores não se sentem melhores por expulsar o mal de suas almas, tal sentido se assemelha a uma moral cristã tal como a Idade Média pinta.

A EPOPÉIA E A TRAGÉDIA

A Epopéia também é chamada de poesia lírica, poesia épica ou poesia heróica, sendo esta designação de origem grega e onde são narrados feitos históricos, que podem ser de um individuo ou de vários, fatos reais, lendários ou mitológicos, caracterizados por ações titânicas, no enfrentamento de obstáculos sobrenaturais e por elevados ideais. A epopéia eterniza lendas e tradições ancestrais que são preservadas através dos tempos pela tradição escrita ou oral. A epopéia já existia na Mesopotâmia e na Índia, porem como gênero literário enraizou-se na Grécia, quando surgiu a ilíada e a Odisséia de Homero, que tem suas origens na lenda sobre a guerra de tróia. Na conceituação clássica, a epopéia faz parte de um dos três gêneros que se divide a poesia: a poesia épica, onde predomina a objetividade; o lírico, onde aparecem os

Relacionados

  • A poética de aristóteles mímese e verossimilhança
    2641 palavras | 11 páginas
  • Filosofia estética antiguidade
    4614 palavras | 19 páginas
  • Resenha de "a poética de aristóteles"
    1718 palavras | 7 páginas
  • Análise comparativa entre as obras dramáticas Anfitriões, de Plauto e o Auto dos Enfatriões, de Camões
    2034 palavras | 9 páginas
  • como max weber explica o surgimento do capitalismo
    1200 palavras | 5 páginas
  • Procura da Beleza na Grécia Antiga (ESTÉTICA)
    1576 palavras | 7 páginas
  • Análise do livro guilherme marechal
    1596 palavras | 7 páginas
  • Genero Dramatico
    2194 palavras | 9 páginas
  • EUCLIDES DA CUNHA ENTRE A HISTÓRIA E A POESIA Danton, Marat, Robespierre e Saint-Just nas Ondas euclidianas
    6190 palavras | 25 páginas