A catedral e o bazar

10226 palavras 41 páginas
A CATEDRAL E O BAZAR
(The Cathedral and the Bazaar) por Eric S. Raymond
Cópia e redistribuição permitida sem royalty contanto que esta notificação esteja preservada. Traduzido por Erik Kohler - ekohler at programmer.net Data: 1998/11/12 04:01:20 Eu analiso um projeto bem sucedido de código livre, o Fetchmail, que foi executado como um teste deliberado de algumas teorias surpreendentes sobre a tecnologia de programação sugerida pela história do Linux. Eu discuto estas teorias nos termos de dois estilos fundamentais diferentes de desenvolvimento, o modelo "catedral'' da maior parte do mundo comercial contra o modelo "bazar'' do mundo do Linux. Eu mostro que estes modelos derivam de suposições opostas sobre a natureza da tarefa de depurar o software. Eu faço então um argumento sustentado na experiência do Linux para a proposição que "Dados bastante olhos, todos os erros são triviais'', sugiro analogias produtivas com outros sistemas auto-corrigíveis de agentes egoístas, e concluo com alguma exploração das implicações desta introspeção para o futuro do software. 1. A Catedral e o Bazar Linux é subversivo. Quem pensaria mesmo há cinco anos atrás que um sistema operacional de classe mundial poderia surgir como que por mágica pelo tempo livre de milhares de colaboradores espalhados por todo o planeta, conectado somente pelos tênues cordões da Internet? Certamente não eu. No tempo que o Linux apareceu em minha tela-radar no início de 1993, eu já tinha me envolvido no

Relacionados

  • Catedral de Milão
    3924 palavras | 16 páginas
  • Catedral Montes Claros - MG
    2212 palavras | 9 páginas
  • Catedral de Brasilia
    1269 palavras | 6 páginas
  • O Sagrado e o Profano
    1012 palavras | 5 páginas
  • Catedral Notre Dame de Reims
    1260 palavras | 6 páginas
  • O homem e o lixo
    6337 palavras | 26 páginas
  • Bazar Esportes loja Sete Lagoas/MG
    1215 palavras | 5 páginas
  • POEMA: A CATEDRAL
    923 palavras | 4 páginas
  • Catedral
    1990 palavras | 8 páginas