A crise do socialismo real na urss

3757 palavras 16 páginas
A CRISE DO SOCIALISMO REAL NA URSS
A crise do socialismo real na URSS caracterizou-se pelo malogro desse tipo de sistema econômico que, pautado numa economia planificada, não conseguiu acompanhar os enormes avanços científicos e tecnológicos da Europa Ocidental e, principalmente, dos Estados. A antiga URSS preocupou-se muito com as indústrias de Base, com a Corrida Espacial e com a Corrida Armamentista; as indústrias de bens de consumo para atender à demanda da população, foram relegadas a um segundo plano. Esse foi um dos principais fatores que conduziram à crise e fim do socialismo real na URSS.

FIM DA URSS E CRISE RUSSA
Após a II Guerra Mundial, a URSS converteu-se, lado a lado aos EUA, numa das maiores potências mundiais. Tem
…exibir mais conteúdo…
Sua primeira proposta, ao assumir o governo, foi promover uma tentativa de reestruturação do socialismo soviético, injetando maior dinamismo à economia. Essa proposta, conhecida como perestroika, pregava maior liberdade no funcionamento das empresas, maior liberdade para as iniciativas privadas e a possibilidade, se bem que limitada, de investimentos externos. Como tal proposta não surtisse alterações, apesar de aplaudida pelos líderes do partido, Gorbachev tenta uma segunda proposta: a glasnost. A palavra russa, que significa “transparência”, queria dizer que eram necessárias críticas ao sistema para que este se reestruturasse. A glasnost propunha, então, maior liberdade de expressão, maior possibilidade para que as pessoas manifestassem suas insatisfações, o que favoreceria a busca de soluções para os problemas.
Se, por um lado, a glasnost permitiu realmente maiores críticas ao sistema, por outro lado, diversas pendências que se arrastavam pelos anos de fechamento político começaram a vir à tona: a insatisfação de membros do Partido Comunista diante da falta de oportunidades políticas dentro do PC, entre eles Boris Yeltsin, ex-prefeito de Moscou, que sai do partido para fundar outra agremiação política (mais tarde

Relacionados

  • O Socialismo Real
    818 palavras | 4 páginas
  • Os fundamentos da crise atual do capitalismo
    2187 palavras | 9 páginas
  • Educação e a crise do capitalismo real.
    4913 palavras | 20 páginas
  • A regulação bancária e a ação dos bancos centrais na crise financeira
    18783 palavras | 76 páginas
  • A crise financeira na europa
    4426 palavras | 18 páginas
  • Origem do plano real
    1728 palavras | 7 páginas
  • Etica - a crise dos valores na modernidade
    1366 palavras | 6 páginas
  • Uma revolução perdida: a história do socialismo soviético
    1562 palavras | 7 páginas
  • A história da Rússia e as origens históricas do socialismo
    3884 palavras | 16 páginas
  • A crise do liberalismo
    1201 palavras | 5 páginas