A hidroterapia no tratamento da dor lombar em gestantes

9843 palavras 40 páginas
RESUMO

A gravidez é uma fase humana repleta de transformações vivenciadas pelo organismo materno. Mudanças estas que geram alguns transtornos físicos para as gestantes, dentre estes, podemos destacar a dor lombar, que muitas vezes pode causar limitações na rotina diária da grávida devido aos desconfortos que afetam a área entre a parte mais baixa do dorso e a prega glútea. Dependendo do nível de dor, a lombalgia pode ocasionar alguns graus de incapacidade motora na gestante. Para tratamento no período gravídico, a fisioterapia possibilita métodos de alívio das dores lombares nas gestantes, como por exemplo, a hidroterapia, que vem sendo muito utilizada pelos profissionais da saúde. O objetivo deste estudo foi analisar a eficácia da
…exibir mais conteúdo…
A lombalgia é uma queixa comum na gravidez e já é algo esperado pelos médicos, sendo considerada apenas mais um desconforto. Entretanto, ela pode causar incapacidade motora, insônia, depressão, que impedem a gestante de levar uma vida normal. (NOVAES; LOPES, 2006) Segundo Martins e Silva (2005 apud NOVAES; LOPES, 2012), são pouco comuns estudos sobre dores da coluna vertebral durante a gravidez, que registrem sua prevalência, e a efetividade de tratamentos instituídos para diminuir sua intensidade e desconforto. Já na Suécia e outros países escandinavos, onde o sistema de saúde oferece acompanhamento especial e diferenciado pré-natal para quase a totalidade das grávidas, há um monitoramento exemplar de prevenção e tratamento desses sintomas. Na fisioterapia existem métodos que contribuem para o alívio da dor lombar sem o uso de fármacos durante a gravidez, envolvendo desde hábitos de vida saudável, como a prática de atividade física, até o tratamento fisioterapêutico, a fim de ajudar na manutenção da postura da coluna vertebral e promover adaptações biomecânicas mais eficientes ao longo da gravidez. (MOREIRA et al, 2011) A hidroterapia é um dos recursos mais antigos da fisioterapia, sendo definida como o uso externo da água com propósitos terapêuticos, que utiliza os efeitos físicos, fisiológicos e cinesiológicos, advindos da imersão do corpo em piscina, como recurso auxiliar da reabilitação, ou na prevenção de alterações

Relacionados

  • Treinamento em hidroginástica
    9039 palavras | 37 páginas
  • Método Leduc em Gestantes
    4194 palavras | 17 páginas
  • Fisioterapia em neuropediatria
    5068 palavras | 21 páginas
  • Natação Grupos Especiais
    4664 palavras | 19 páginas
  • APS Termo E Fototerapia
    4106 palavras | 17 páginas