A história da discriminação, racismo, xenofobia de povos europeus aos estrangeiros

1660 palavras 7 páginas
A linguagem da
Modernidade na
Literatura em língua Portuguesa

Fernando Pessoa O Amor

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de *dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..

Mário de Andrade Quando eu morrer
Quando eu morrer quero ficar
…exibir mais conteúdo…
No prato, a sopa esfria, cheia de escamas e debruçados na mesa todos contemplam esse romântico trabalho.

Desgraçadamente falta uma letra, uma letra somente para acabar teu nome!
-Está sonhando? Olhe que a sopa esfria!

Eu estava sonhando...
E há em todas as consciências um cartaz amarelo:
"Neste país é proibido sonhar".

Cecília Meireles
Sem corpo nenhum
Sem corpo nenhum, como te hei de amar?
— Minha alma, minha alma, tu mesma escolheste esse doce mal!
Sem palavra alguma, como o hei de saber?
— Minha alma, minha alma, tu mesma desejas o que não se vê!
Nenhuma esperança me dás, nem te dou:
— Minha alma, minha alma, eis toda a conquista do mais longo amor!

João Cabral de melo neto
Num momento à Aspirina Claramente: o mais prático dos sóis, o sol de um comprimido de aspirina: de emprego fácil, portátil e barato, compacto de sol na lápide sucinta.
Principalmente porque, sol artificial, que nada limita a funcionar de dia, que a noite não expulsa, cada noite, sol imune às leis de meteorologia, a toda a hora em que se necessita dele levanta e vem (sempre num claro dia): acende, para secar a aniagem da alma, quará-la, em linhos de um meio-dia. ... Biografia Crítica dos escritores Fernando Pessoa Fernando Pessoa (1888-1935) foi poeta português. Um dos mais importantes poetas da língua portuguesa. "Mensagem" foi um dos poucos

Relacionados

  • ”As bases históricas do preconceito, da descriminação, do racismo e da xenofobia de povos Europeus com relação aos estrangeiros”.
    1416 palavras | 6 páginas
  • Politica de imigração dos EUA
    1307 palavras | 6 páginas
  • Preconceitos, estereotipos e estigmas
    1832 palavras | 8 páginas
  • Discriminação racial e suas formas
    4933 palavras | 20 páginas
  • Historia afro brasileira
    10356 palavras | 42 páginas
  • Prova barro branco
    13303 palavras | 54 páginas
  • Democracia representativa
    10015 palavras | 41 páginas