A igreja e o estado nacional; o caudilhismo e o estado nacional; o imperialismo e o estado nacional

1397 palavras 6 páginas
No livro A Formação das Nações Latino Americanas de Maria Lígia Prado irem os avaliar três capítulos que falam sobre o choque da igreja e os liberais,caudilhismo e o confronto com o imperialismo.
Maria Lígia Prado é formada em História pela Universidade Federal de São Paulo (USP).Foi professora de várias faculdades.Mestre e doutora pela USP.É apaixonada pela História da América Latina e dessa paixão resultou, além do livro em questão, o estudo “O Populismo na América Latina”.
Os capítulos escolhidos é de um livro que não requer de um estudo muito detalhado. Este livro, como nos informa na introdução, mostrar tanto ao leigo quanto ao estudante de História um painel das independências latino-americanas.Portanto a linguagem é clara e o conteúdo tão vasto.
No segundo capítulo estudaremos sobre a ação da Igreja Católica, o texto começa falando de dois projetos que guiaram a formação das nações latino americanas: o projeto liberal e o projeto conservador.O primeiro,defende o federalismo e a igualdade do fim do pacto colonial. O segundo, por sua vez, defende o unitarismo, para eles a igreja devia se separar do estado. O projeto liberal foi defendido por alguns setores populares, mas quem o apoiou em peso foram as elites nativas, os criollos(comerciantes e latinfundiários), enquanto os peninsulares, a Coroa Espanhola e a Igreja Católica apoiavam o projeto conservador, com certeza todos tinham algo em comum: o objetivo de impedir que qualquer modificação feita acuda os “dominados”

Relacionados

  • Resenha da obra formação das nações latino-americas
    1266 palavras | 6 páginas
  • O estado oligárquico na américa latina –
    6621 palavras | 27 páginas
  • Dicionario de sociologia
    9155 palavras | 37 páginas