A importância do sujeito da Psicanálise e sua contribuição para a Enfermagem

1661 palavras 7 páginas
A importância do sujeito da Psicanálise e sua contribuição para a Enfermagem

Em uma linguagem comum, pessoa, indivíduo, sujeito e cidadão, são palavras empregadas com o mesmo sentido. Na linguagem médica é possível observar na maioria das vezes o uso da palavra indivíduo, que quer dizer de acordo com o dicionário houaiss: “qualquer ser concreto, conhecido por meio da experiência, que possui uma unidade de caracteres e forma um todo reconhecível.” Ou seja, tudo pode ser considerado indivíduo, inclusive uma barata. Como vou falar da enfermagem e da psicanálise, vou me ater ao conceito e uso de indivíduo e sujeito. Na medicina, considera-se muito o quadro de sintomas físicos descritos pelo paciente devido a pressa em se fechar um diagnóstico, com o foco na patologia, a voz do paciente já não dirá tanto de si uma vez que já se conhece visivelmente a causa, o diagnóstico, o tratamento. Essa voz tão necessária durante o cuidado em saúde, tende a ficar desvalorizada pelo foco no indivíduo. Essa observação só é possível a partir do momento que tenta se aprofundar nas conceituações dessas denominações tão presentes na área da saúde e outras áreas de grande abrangência popular. Passa-se a conhecer o sujeito, graças a influência da psicanálise, tão necessária em todas as clínicas, e tão pouco acessada, devido a um diálogo ainda limitado entre todas as áreas. Por isso também, a necessidade de estímulo à interdisciplinaridade, capaz de somar conhecimentos e promover

Relacionados

  • manual de psicologia hospitalar
    7615 palavras | 31 páginas
  • Atendimento psicologico na ubs
    6613 palavras | 27 páginas
  • A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO DO PORTADOR DE ESQUIZOFRENIA
    18806 palavras | 76 páginas
  • Implicações da depressão no trabalho: causas, prevalência e tratamento
    13785 palavras | 56 páginas
  • Aconselhamento diretivo e não diretivo
    7210 palavras | 29 páginas
  • Tributos
    13189 palavras | 53 páginas
  • A escuta pedagógica à criança hospitalizada: discutindo o papel da educação no hospital
    13745 palavras | 55 páginas
  • Serviço social de grupo
    11544 palavras | 47 páginas