A inadimplência e seus reflexos no direito do consumidor

836 palavras 4 páginas
A inadimplência e os seus reflexos no direito do consumidor

O não pagamento até a data do vencimento de um compromisso gera a inadimplência. Tema que tem batido recordes no Brasil onde há mais de 53 milhões (cinquenta e três milhões) de consumidores inadimplentes.
E o pior é que de acordo com a pesquisa divulgada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), a maior parte das pessoas que conseguem limpar seus nomes voltam a ficar inadimplentes em até um após quitarem suas dívidas, ou seja, de acordo com a pesquisa, de cada 10 (dez) que limpam o nome, 6 (seis) voltam a ficar inadimplentes.
Tais fatos consequentemente levam o empresário a cobrar as dívidas utilizando muitas vezes dos cadastros e bancos de dados, de natureza pública, BACEM/CADIN e SPC/SERASA, cabendo enfatizar que tal atitude constitui exercício regular de direito para dificultar a movimentação financeira do consumidor devedor.
Juridicamente falando, trata-se de um conflito de direitos, um de lado, uns dos mais importantes direitos da personalidade, qual seja o nome e a imagem-atributo, sinais que representam pessoa perante o meio social, previsto no artigo 5º, incisos V e X da Constituição Federal de 1988 (CF/88) e de outro, o direito à informação e a liberdade através da divulgação das informações à coletividade, previsto no artigo 5º incisos IV, IX e VIV da CF/88. Diante disso, tal problema deve ser solucionado através da ponderação de direitos, valores e princípios, tema

Relacionados

  • O empresário e os direitos do consumidor
    2314 palavras | 10 páginas
  • Direitos Básicos do Consumidor
    4076 palavras | 17 páginas
  • Direito do consumidor
    2529 palavras | 11 páginas
  • Direito do Consumidor
    2527 palavras | 11 páginas
  • direito do consumidor
    8633 palavras | 35 páginas
  • Direitos e deveres do consumidor bancario
    2927 palavras | 12 páginas
  • Manejo inicial e seus reflexos no desempenho do frango
    2314 palavras | 10 páginas
  • DIREITO DO CONSUMIDOR
    2092 palavras | 9 páginas
  • Direito do consumidor
    5099 palavras | 21 páginas