A morte do autor - resumo/resenha

961 palavras 4 páginas
Apresentação:

Formado em Letras Clássicas em 1939 e Gramática e Filosofia em 1943 na Universidade de Paris (sorbone), Roland Barthes nasceu em 1915 em Cherbourg. Considerado um dos mais importantes críticos literários, Barthes fez a crítica das atitudes sociais e cotidianas e trabalhou em uma ciência geral dos signos. Com sua afirmação de que a unidade do texto não se encontra na origem, mas em sua destinação, ele defendeu o leitor e o crítico como criadores, junto com o autor, do sentido do texto. Morreu em 1980, atropelado em uma rua de Paris. Entre seus vários livros podemos citar O grau zero da escrita (1953), Mitologias (1957), Elementos de semiologia (1964), Crítica e verdade (1966), O prazer do texto (1973), Fragmentos de um
…exibir mais conteúdo…
O afastamento do autor possibilita que o texto seja feito e lido sem a sua necessidade, o autor, quando se acredita nele, pressupõe-se que é ele o passado de seu próprio livro, e o fato de encontramo-lo pressupõem uma explicação para o texto e uma vitória para o crítico, pois o reino do autor tem sido também o reino do crítico. concluindo Roland Barthes utiliza de investigações de J P Vernant sobre a natureza constitutivamente ambígua da tragédia grega para reafirma o caráter múltiplo de cultura e de escrita do texto e nele esses caráter se imbica em dialogo, em parodia, em constentação; essa multiplicidade se reúne não no autor como se tem pensado mais no leitor, a unidade do texto não esta na sua origem, mas no seu destino .E preciso matar o autor para que possa surgir o leitor, o nascimento do leitor tem de se pagar com a morte do autor.

CONCLUSÃO DO AUTOR

Acrítica tradicional seguindo uma lógica capitalista tende a procurar uma explicação final de uma obra na figura do autor, esta tendência tem sido ratificada péla nova critica, porem é necessário perceber que esta concepção não condiz mais com a nova realidade pois o verdadeiro sentido de um texto não está no autor. O autor é só um mediador o verdadeiro sentido do texto é tão múltiplo quanto as possibilidades de leitura do mesmo, logo

Relacionados

  • Resenha do Livro Educação: do senso comum à consciência filosófica do autor Dermeval Saviani
    1116 palavras | 5 páginas
  • Resumo Livro a Parábola do Croissant autor Rodrigo DeBona
    3242 palavras | 13 páginas
  • Resenha do livro argumentação contra a morte da arte ferreira gullar
    6734 palavras | 27 páginas
  • Resenha e resumo do filme ''a história de louis pasteur ''
    384 palavras | 2 páginas
  • resumo viagem fantastica no corpo humano do nascimento ate a morte
    358 palavras | 2 páginas
  • Resenha - Educação para a Morte
    2346 palavras | 10 páginas
  • Resumo do texto a sociedade em rede: do conhecimento à política do autor manuel castells
    2011 palavras | 8 páginas
  • Resenha do livro "O que é Adolescência" do autor Daniel Becker.
    1978 palavras | 8 páginas