A psicologia e sua importância para o direito

2261 palavras 10 páginas
A psicologia jurídica compreende o estudo, a explicação, a avaliação, a prevenção, a assessoria e o tratamento dos fenômenos psicológicos, comportamentais e relacionais que incidem no comportamento legal das pessoas. Para tal, recorre aos métodos próprios da psicologia científica.
A psicologia jurídica é, em suma, uma área de trabalho cujo objeto de estudo é o comportamento dos atores jurídicos no âmbito do direito, da lei e da justiça. Trata-se de uma disciplina reconhecida por associações e organizações de todo o mundo.
Entre as funções do psicólogo jurídico, destacam-se a avaliação e o diagnóstico das condições psicológicas dos atores jurídicos; a assessoria aos órgãos judiciais relativamente a questões próprias da sua área; a
…exibir mais conteúdo…
As normas com o passar do tempo acompanharão o avanço social de acordo com a necessidade do próprio homem. Como exemplos podemos citar o ECA ( Estatuto da Criança e do Adolescente) e a Lei 11.340 de 07 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha) fatores que de certo modo inibem a violência doméstica assunto que causa tanto desconforto a sociedade e principalmente às suas vítimas . Mas que se tratada com um método diferenciado, função da psicologia no direito, pode não provocar tantas seqüelas. Proporcionando o crescimento dos indivíduos, mantendo uma posição crítica que garanta o desenvolvimento da sociedade e de suas instituições.
Afirmo que a teoria do direito deve atender à necessidade de integração dos conhecimentos sociais, pois os saberes individualizados e disciplinares já não encontram vez num mundo marcado pela complexidade e pelo avanço que é resultado do processo de globalização.

1- Os Psicólogos adivinham o que os outros pensam? R- Não, ele dispõe de um conjunto de técnicas e de conhecimentos que lhe possibilitam compreender o que o outro diz gestos, expressões e integra tudo isso em um quadro de análise que busca descobrir as razões dos atos, pensamentos, desejos e emoções.
2- Quando fazemos um curso de Psicologia passamos a nos conhece r melhor?
R- Sim. A idéia de que o aprendizado dos conhecimentos científicos possibilita sempre um melhor conhecimento da

Relacionados

  • Relação da psicologia com o direito
    2119 palavras | 9 páginas
  • O direito e as ciências auxiliares
    2543 palavras | 11 páginas
  • A interdisciplinaridade do direito, serviço social e da psicologia no ambito da defensoria pública
    3853 palavras | 16 páginas
  • Psicologia e Direito Civil
    1272 palavras | 6 páginas
  • DIREITO E PSICOLOGIA: UM ENCONTRO POSSÍVEL
    3805 palavras | 16 páginas
  • Áreas de atuação do psicólogo forense
    2413 palavras | 10 páginas
  • QUANTO VALE OU É POR QUILO E TRE
    1743 palavras | 7 páginas
  • resumo psicologia jurídica no brasil e na América latina
    1364 palavras | 6 páginas