A religião em presídios

3250 palavras 13 páginas
A RELIGIÃO E SEUS BENEFÍCIOS EM PRESÍDIOS
Eládio Rocha Hahn1 Fátima Hassan Caldeira2 Resumo O objetivo desta pesquisa é conhecer melhor a situação de algumas penitenciárias brasileiras, com o intuito de verificar as dificuldades por que passam os detentos e de que forma essas dificuldades contribuem no processo de ressocialização destes, destacando ainda seus direitos. Tal pesquisa destinasse ainda a entender a influência da religião na vida do ser humano e saber de que forma ela pode ser útil se introduzida no dia a dia dos presos a fim de melhorar o convívio dos mesmos para futura reinserção na sociedade. Quanto aos procedimentos metodológicos, trata-se de uma pesquisa descritiva, em relação à abordagem do problema é qualitativa. A
…exibir mais conteúdo…
Luz Neto (2013, p. 1) relata que “atualmente milhares de presos cumprem pena de forma subumana em celas superlotadas, apinhados uns sobre os outros”. Segundo reportagem publicada no jornal GLOBO NEWS (2012, p. 1) “ao todo, o país tem 515 mil presos confinados em apenas 306 mil vagas e estima-se que 165 mil condenados com mandados de prisão expedidos estão nas ruas por falta de espaço nos presídios” Prudente (2013, p. 2) relata que,
A população carcerária brasileira compõe se de 93,4% de homens e 6,6% de mulheres. Em geral, são de jovens com idade entre 18 e 29 anos, afrodescendente, com baixa escolaridade, sem profissão definida, baixa renda, muitos filhos e mãe solteira (no caso das mulheres). Em geral, praticam mais crimes contra o patrimônio (70%) e tráfico de entorpecentes (22%); A média das penas é de 4 anos.

Prudente (2013, p. 3) ainda descreve que,
No Brasil, a (alta) taxa de reincidência criminal, se situa em torno de 70% (ante 16% na Europa). Como não há reeducação (aprimoramento humano e profissional), quando voltam ao convívio social, geralmente se enveredam novamente para o crime. Se torna um ciclo, pois quanto mais gente se prende, mas potenciais presos se está formando, mas com o diferencial de que a cadeia o “aprimorou” para o crime (escolas do crime). Assim, quando o preso sai da cadeia, vamos nos

Relacionados

  • APOSTILA CAPELANIA CRIST
    4864 palavras | 20 páginas
  • O sistema penitenciário brasileiro e suas crises
    4293 palavras | 18 páginas
  • O papel do agente penitenciário no processo de humanização no presídio feminino do distrito federal – colméia
    7786 palavras | 32 páginas
  • Direito
    2787 palavras | 12 páginas
  • A eficiência da pena de morte na redução da criminalidade estadunidense nos estados adeptos a ela.
    4205 palavras | 17 páginas
  • Decadencia do sistema penitenciário brasileiro
    17429 palavras | 70 páginas
  • resenha psicanalise
    2374 palavras | 10 páginas
  • Resumo leis especiais- penal
    2283 palavras | 10 páginas