A revolta da vacina

815 palavras 4 páginas
Introdução
O presente trabalho tem como objetivo descrever o período da História do Brasil, início de 1904 com o estopim se estourando em novembro do mesmo ano, onde um movimento de caráter popular na cidade do Rio de Janeiro desencadeou a revolta da população.
Conhecida como “A Revolta da Vacina”, foi uma campanha de vacinação popular obrigatória imposta pelo Governo Federal, contra a varíola e sua erradicação.
Com objetivo positivo, mas aplicado de forma autoritária e violenta, as pessoas tinham medo por não conhecer o que era uma vacina e seus efeitos.
-------------------------------------------------
História
Antecedentes
No inicio do século XX, a cidade do Rio de Janeiro, como capital da República, apesar de possuir belos palacetes e casarões, tinha graves problemas urbanos: rede insuficiente de água e esgoto, coleta de resíduos precários e cortiços super povoados. Nesse ambiente proliferavam muitas doenças, como a tuberculose, o sarampo, o tifo e a hanseníase. Alastravam-se, sobretudo, grandes epidemias de febre amarela, varíola e peste bubônica.
Decidido a sanear e modernizar a cidade, o então presidente da República Rodrigues Alves (1902-1906) deu plenos poderes ao prefeito Pereira Passos e ao médico Dr. Oswaldo Cruz para executarem um grande projeto sanitário. O prefeito pôs em prática uma ampla reforma urbana, que ficou conhecida como bota abaixo, em razão das demolições dos velhos prédios e cortiços, que deram lugar a grandes avenidas, edifícios e jardins.

Relacionados

  • Revolta da vacina
    1321 palavras | 6 páginas
  • Revolta da vacina e do padre cícero
    971 palavras | 4 páginas
  • Revolta da vacina, guerra do contestado, revolta da chibata, guerra dos canudos, revolução de 1893
    1314 palavras | 6 páginas
  • Revolta da vacina, Guerra do Contestado, Tenentismo, Coluna prestes, Anarquismo.
    1374 palavras | 6 páginas
  • Fichamento CARVALHO, José Murilo de. Cidadãos Ativos: A revolta da vacina. In: Os Bestializados: O Rio de janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p.91-139.
    1405 palavras | 6 páginas
  • CARVALHO, José Murilo de. Cap. 4 – “Cidadãos ativos: a revolta da vacina”. In: Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1987
    1411 palavras | 6 páginas
  • Vida e Bibliografia de Oswaldo Cruz + Teatro
    1714 palavras | 7 páginas
  • Revoltas populares na primeira republica
    2168 palavras | 9 páginas
  • Análise- Filme sonhos tropicais
    870 palavras | 4 páginas