A sociedade salarial

4009 palavras 17 páginas
A Sociedade Salarial

Condição proletária, condição operária e condição salarial: três formas dominantes de cristalização das relações de trabalho na sociedade industrial , e formas de relação que o mundo do trabalho mantém com a sociedade global. A condição proletária representa uma situação de quase exclusão do corpo social. O proletário, elo essencial no processo de industrialização, trabalha para se reproduzir. No entanto, não era de praxe comparar as situações burguês – proletário, o mundo era clivado pela dupla oposição do capital e do trabalho, da seguridade – propriedade e da vulnerabilidade de massa. A “questão social” é a tomada de consciência dessa fratura central que pode levar à dissociação do conjunto da sociedade. A
…exibir mais conteúdo…
Também é preciso domar aos trabalhadores intermitentes que se recusam a se submeter a uma disciplina rigorosa. As pessoas não teriam mais a opção de trabalhar somente algumas vezes por semana, as agencias de trabalho tornariam tal opção inviável, os completamente excluídos do mundo do trabalho passarão para a esfera das formas coercitivas de assistência. As agencias municipais de emprego e os poderosos sindicatos de trabalhadores que praticam o closed shop conseguiram não a dominar o emprego, mas a controlar melhor a contratação para os empregos disponíveis. Na França, as agencias municipais não eram muito expressivas e o que funcionou por muito tempo foi um conjunto de políticas patronais anteriormente desenvolvidas, mistura de sedução e de coerção para fixar os operários através das vantagens sociais e aniquilar sua resistência através de regulamentações rígidas. Foi também a pressão exercida pelos filantropos: adaptem-se ao modelo do bom operário, regular no trabalho e disciplinado em seus costumes ou serão parte desses miseráveis excluídos da sociedade industrial. No final do século XIX e início do século XX existiu uma extraordinária onda de repressão da vagabundagem. O vagabundo torna-se o contra modelo abominado que representou na sociedade pré-industrial: a figura da

Relacionados

  • Sociedade salarial e flexibilização do trabalho
    2549 palavras | 11 páginas
  • As Metamorfoses da Questão Social: Uma Crônica do Salário, de Robert Castel – uma resenha crítica
    5664 palavras | 23 páginas
  • Cargos e Salários
    4667 palavras | 19 páginas
  • Questionario I Economia
    1794 palavras | 8 páginas
  • Igualdade entre homens e mulheres
    3035 palavras | 13 páginas
  • Genero relatar
    856 palavras | 4 páginas
  • A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO: ELAS NÃO FOGEM A LUTA
    5036 palavras | 21 páginas
  • Fichamento do texto a “questão social” no capitalismo monopolista e o significado da assistência.
    1545 palavras | 7 páginas
  • Tipos de empregados
    5149 palavras | 21 páginas