A teoria das vantagens Absolutas de Adam Smith

5005 palavras 21 páginas
A Teoria das Vantagens Absolutas (Adam Smith)

Em seu famoso livro A RIQUEZA DAS NAÇÕES, publicado em 1976, Adam Smith atacou o ponto de vista dos mercantilistas, defendendo em seu lugar, o livre comércio com a melhor política para as nações do mundo. Baseando-se na máxima de que “nenhum pai de família deve tentar produzir em casa aquilo que lhe custará mais para produzir do que para comprar”. Smith argumentava que um país pode ser mais eficiente na produção de algumas mercadorias e menos eficiente na produção de outras, relativamente a outro país. Assim, ambos os país podem se beneficiar se casa um se especializar na produção das mercadorias nas quais tenha uma vantagem absoluta – ou seja, naquelas em cuja produção fosse mais
…exibir mais conteúdo…
De Câmbio nterna 1c=2t

1c=4t

Tx. De Câmbio externa
1c=3t (para ambos os países)

Exportações
14
0
0
42
Importções
0
42
14
0
Consumo Final
22
42
14
54
Ganho Líquido *
+4
+4
+2
+6

Como se vê. Se cada país produzisse somente aqueles bens cujos custos relativos são menores, ambos os países sairiam ganhando, pois comprariam seus produtos a preços ou custos menores.
Observe-se que a exportação de 14 sacas de café pelo Brasil foi escolhida arbitrariamente. Poderia ser qualquer outra quantidade, desde que, após o comércio, sobrasse de ambas as mercadorias, para dois os países, mais do que obtinham antes da especialização e do comércio. Esta é a única forma de convencê-los a se especializarem na produção da mercadoria em que absolutamente são mais eficientes.

2.4 Teoria das Vantagens Comparativas
No exemplo que estamos analisando até agora, o Brasil tem vantagem absoluta sobre a Argentina na produção de café, enquanto a Argentina tem vantagem absoluta na produção de trigo e, assim, a conclusão soa um tanto óbvia. Mas, o que dizer da situação em que um país é mais produtivo – isto é, mais eficiente – que o outro em ambos os produtos?
O economista clássico, David Ricardo, ao analisar esta questão, concluiu que a teoria das vantagens absolutas era apenas um caso especial de um principio mais geral que se

Relacionados

  • Economia clássica, neoclássica e teoria de keynes
    1767 palavras | 8 páginas
  • A visão sobre comércio exterior de adam smith e ricardo
    967 palavras | 4 páginas
  • Teorias do comércio internacional: vantagens absolutas e vantagens comparativas
    5819 palavras | 24 páginas
  • Teorias Do Comercio Internacional
    2168 palavras | 9 páginas
  • Resolução cap 3 desenvolvimento economico
    1317 palavras | 6 páginas
  • Teorias sobre o comercio internacional
    1484 palavras | 6 páginas
  • Vantagens Comparativas e exportação de Papel Kraft
    1630 palavras | 7 páginas
  • Evolução do pensamento econômico: breve retrospecto
    911 palavras | 4 páginas
  • Relaçoes economicas
    1523 palavras | 7 páginas