A teoria de equidade

817 palavras 4 páginas
A TEORIA DA EQUIDADE

Também pode ser chamada de Teoria do Equilíbrio, tem por base a crença de que as recompensas devem ser proporcionais ao esforço e iguais para todos. Se duas pessoas realizam o mesmo esforço, a recompensa deve ser igual à da outra. A contribuição desta teoria no ambiente organizacional reside na possibilidade de se aferir o clima no trabalho, por permitir a compreensão quando à reação das pessoas diante de recompensas oferecidas ao grupo. A percepção individual de equidade na distribuição destas recompensas se processa de forma comparativa entre as pessoas com base em quatros tipos principais de referências: - A própria pessoa, numa posição ou situação diferente na mesma organização, que pode ser percebida como igual, melhor ou pior que a situação atual. - A própria pessoa, numa situação diferente outra organização, que pode ser percebida como igual, melhor ou pior que a situação atual. - Outra pessoa ou grupo de pessoas, na mesma organização. - Outra pessoa ou grupo de pessoa, em organizações diferentes. Estas medidas de comparação percebidas pelo indivíduo não resultam em conflitos no trabalho, haja vista que prevalece a equidade do comportamento, todavia, se há falta de isonomia no trato das pessoas, ter a implicação motivacionais para a organização. Visão clássica das necessidades humanas a motivação existe dentro

Relacionados

  • Teorias de gauss
    1087 palavras | 5 páginas
  • Teoria de Imogene King
    9671 palavras | 39 páginas
  • Teoria do estabelecimento de metas
    2206 palavras | 9 páginas
  • Teoria de Sistemas e Teoria Contingencial
    1149 palavras | 5 páginas
  • Teoria de Say
    2816 palavras | 12 páginas
  • Questionário de Teoria da Administração
    1546 palavras | 7 páginas
  • Teoria de frederick herzberg
    2031 palavras | 9 páginas
  • Teoria de sistemas
    3211 palavras | 13 páginas
  • Teorias de motivação
    1675 palavras | 7 páginas
  • equidade
    1313 palavras | 6 páginas