A trajetória da saúde pública no brasil: uma revisão de literatura

5987 palavras 24 páginas
A TRAJETÓRIA DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL: UMA REVISÃO DE LITERATURA

THE HISTORY OF PUBLIC HEALTH IN BRAZIL: THE LITERATURE REVIEW

GIL VÂNIA SANTOS MOREIRA DA SILVA. Aluna do Curso de Fisioterapia da
FACULDADE INGÁ

MICHELE FERNANDA MISCHIATI MARQUES. Fisioterapeuta, Especialista em Programa Saúde da família, Residência Multiprofissional em Saúde da Família – Bolsista do Ministério da Saúde e Docente do Curso de Graduação em
Fisioterapia da FACULDADE INGÁ.

RESUMO
O Brasil ao longo do tempo passou por fatos históricos no setor da saúde abrangendo o contexto político e social. Com a mobilização do movimento Sanitarista em prol de uma reforma sanitária com proposta de abertura política do país, lutando por um sistema de saúde
…exibir mais conteúdo…
As pesquisas expandiram por livros, apostilas e revistas que retratassem o assunto. Foram encontrados 71 entre artigos, livros e outros, sendo utilizado desses 43.

PERÍODO COLONIAL AO PERÍODO IMPERIAL (1500 – 1822/1889)

A imagem de beleza e grandiosidade das paisagens, a riqueza da alimentação, a pureza das águas e o clima ameno combinavam com a saúde dos habitantes da nova terra aos olhos do europeu, chamando a atenção no início do descobrimento. Aos poucos essas imagens transformaram-se no oposto. E no século XVII foi considerado um “inferno”, com muitos problemas como os conflitos com os indígenas, dificuldade materiais e, sobretudo as múltiplas e freqüentes enfermidades (BERTOLLI FILHO, 2004). No período colonial a saúde pública era inexistente, os índios que manipulavam seus próprios remédios (ervas) e os boticários que eram uma espécie de farmacêuticos, viajavam por toda a colônia manipulando fórmulas de medicamentos (MARQUES, 2008). Após a chegada da corte portuguesa para o Brasil em 1808, foi necessário fazer mudanças na administração pública colonial, inclusive na área da saúde e para um atendimento mais constante e organizado das questões sanitárias, foi criado centros de formação de médicos: academias médicos-cirúrgicos do Rio de Janeiro (1813) e da

Relacionados

  • trabalho Idoso
    2723 palavras | 11 páginas
  • Novos arranjos familiares
    2859 palavras | 12 páginas
  • Saude do trabalhador
    3979 palavras | 16 páginas
  • A complexidade dos papéis, atribuições, responsabilidades e desafios, das organizações, de sujeitos e de atores envolvidos na Gestão em Saúde
    3501 palavras | 14 páginas
  • Conte Do DP 2015 1 NP1
    8810 palavras | 36 páginas
  • Nutricionista no brasil
    6721 palavras | 27 páginas
  • DIDÁTICO DE MATEMÁTICA – uma abordagem histórica
    2832 palavras | 12 páginas
  • Plano de estágio supervisionado em ss caps infantil
    2638 palavras | 11 páginas
  • Memorial profissional
    4292 palavras | 18 páginas