A violencia das leis

378 palavras 2 páginas
A Violência das leis

1. Qual a tese defendida pelo autor do texto?
Ele defende que as leis foram criadas para escravizar o ser humano, sendo que para serem cumpridas, geram algum tipo de violência.
2. Na primeira frase, revela-se o posicionamento do autor. Esse posicionamento mostra que o autor concorda com o modo de se criarem constituições?
O autor não concorda com o modo pelo qual foram criadas as leis, pois acredita que elas favorecem apenas um determinado grupo de pessoas.

3. Qual a expressão coesiva (uso de um articulador ou conectivo) que reforça o posicionamento do autor, ainda no primeiro parágrafo?
“Em toda parte e sempre, as leis são impostas utilizando os inúmeros meios capazes de fazer com que algumas pessoas se submetam a vontade de outras, isto é, pancadas, perda da liberdade e assassinato”.

4. O texto existe para acusar que há uma falácia (argumento ilógico, falso, sem fundamento) no conceito de lei. De que falácia se trata?
O autor diz isso no seguinte trecho: “As leis são uma forma de exigir que determinadas regras sejam cumpridas e de obrigar determinadas pessoas a cumpri-las (ou seja: fazer o que outras pessoas querem que elas façam) e isso só pode ser obtido com pancadas, com a perda da liberdade e com a morte“.

5. No terceiro parágrafo, o autor para afirmar sua tese, precisa negar uma outra. Qual é ela?
O autor nega uma tese no seguinte trecho: “A essência da legislação não está no Sujeito, o Objeto, no Direito, na idéia do domínio da

Relacionados

  • Lei Maria da Penha
    3063 palavras | 13 páginas
  • A violencia contra mulher em Arapiraca
    1971 palavras | 8 páginas
  • Estudante
    2590 palavras | 11 páginas
  • Paper sobre3 violencia contra mulher
    4682 palavras | 19 páginas
  • Violência contra Mulher
    4409 palavras | 18 páginas
  • violencia domestica contra mulher
    11814 palavras | 48 páginas
  • MEDIDAS PROTETIVAS: A DEFESA DO ANIMAL DOMÉSTICO
    7396 palavras | 30 páginas
  • Resumo lei maria da penha
    881 palavras | 4 páginas
  • Lei maria da penha
    9867 palavras | 40 páginas