AMAMOTO, Marilda Vilela e CARVALHO, Raul de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 2a. Ed. São Paulo: Cortez, 1983.PARTE II

9654 palavras 39 páginas
AMAMOTO, Marilda Vilela e CARVALHO, Raul de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 2a. Ed. São Paulo: Cortez, 1983.PARTE II – ASPECTOS DA HISTÓRIA DO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL (1930 – 1960)
Capítulo I – A Questão Social nas Décadas de 1920 e 1930 e as bases para a implantação do Serviço Social
A Questão Social na Primeira República
A “questão social” relaciona-se à generalização do trabalho livre, numa sociedade com marcas da escravidão. Destaca-se o longo processo de transição, através do qual se forma um mercado de trabalho em moldes capitalistas, em especial ao momento em que a constituição desse mercado está em amadurecimento nos principais centros urbanos. Momento em que o capital já “se liberou” do custo de reprodução da força de trabalho, limitando-se a procurar, no mercado, a força de trabalho tornada mercadoria.
A manutenção e a reprodução dessa força de trabalho está a cargo do operário e de sua família, através do salário, advindo da venda da força de trabalho à classe capitalista e não a um único senhor.
A partir do momento em que a sociedade burguesa vê como ameaça a luta defensiva do operário à exploração abusiva a que é submetido, há necessidade que o controle social da exploração da força de trabalho seja feito pelo Estado, através de uma regulamentação jurídica do mercado de trabalho.
As Leis Sociais aparecem, então, para responder aos movimentos sociais que lutam por uma cidadania social.

Relacionados

  • Relações sociais e serviço social no brasil: esboço de uma interpretação histórica metodológica
    2445 palavras | 10 páginas
  • Resumo - IAMAMOTO, Marilda. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2008.
    1342 palavras | 6 páginas
  • Origem do serviço social na europa e no brasil ideologia dos profissionais durante o processo de institucionalização.
    2461 palavras | 10 páginas
  • Fichamento do livro: relações sociais e serviço social no brasil – esboço de uma interpretação histórico metodológica.
    2216 palavras | 9 páginas
  • Serviço Social na UPA
    1497 palavras | 7 páginas
  • Fichamento de citação - livro: relações sociais e serviço social no brasil
    1729 palavras | 7 páginas
  • Resenha do livro gestão pública de serviços sociais de samira kauchakje
    1269 palavras | 6 páginas
  • Fichamento do Livro Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica/Marilda Villela Iamamoto, Raul de Carvalho, - 14. Ed.- São Paulo, Cortez; [Lima, Peru]: CELATS, 2001. Capítulos 1 e 2.
    4890 palavras | 20 páginas
  • Fichamento e Comentários do Livro O Estudo Social em Perícias, Laudos e Pareceres Técnicos Conselho Federal de Serviço Social Cortez
    4089 palavras | 17 páginas