ANTIGUIDADE: Democracia, cidadania e república na civilização greco-romana.

1411 palavras 6 páginas
erço da cultura ocidental, a civilização greco-romana permitiu uma nova concepção política baseada, mesmo que limitada, na participação popular, na cidadania, na representatividade e no direito romano, o que permitiu regular e organizar a sociedade através do aparato legal.
O exemplo de Atenas nos permite observar que durante o século VI A.C, Dracon criou as Leis Draconianas (620 A.C) que davam ao conselho dos anciãos o poder de julgar os crimes graves e punir os infratores com a morte ou com o exílio. O Código Draconiano ficou conhecido como algo cruel na História, e consagrou o poder paterno sobre a família favorecendo a aristocracia agrária e ignorando os pobres.
O longo caminho da criação dos direitos políticos e da participação
…exibir mais conteúdo…
Diferente dos grupos sociais mais pobres que dedicavam sua vida ao trabalho, trabalhavam lado a lado com seus escravos, e por isso não possuíam tempo para dedicar sua vida à política, visto que necessitavam prover o sustento da família.
Sob esta organização civil e política, nota-se que a democracia grega definia os direitos de forma desigual, não só por ter a classe dos mais ricos controlando a política. Se conceitualmente demos significa povo e cracia governo, nota-se que a democracia grega não era para todos. Somente os homens livres, de pai e mãe ateniense, maiores de 18 anos e nascidos na cidade eram considerados cidadãos, mulheres, metecos (estrangeiros que viviam em Atenas) escravos não possuíam nenhum direito político nem acesso à cidadania. A própria democracia ateniense incluía em sua organização a escravidão como base econômica restringindo a liberdade individual de grande parte dos membros da sociedade.
Continuando a discussão sobre a noção de representatividade, observamos que o próprio conceito de democracia teve que ser revisto e incorporado em noções de liberdade e igualdade de direitos, que fizeram parte dos ideais burgueses para atingir a participação popular e permitir o direito político a todos os cidadãos.
No que se refere ao conceito de república democrática, que implica numa forma de organização do Estado, onde o principal canal de participação dos cidadãos é o voto livre, universal, direto e secreto para a eleição de um

Relacionados

  • Civilização Romana,Francos e Feudalismo
    2005 palavras | 9 páginas
  • Cidadania e democracia na grécia antiga
    1665 palavras | 7 páginas
  • A construção da cidadania no Brasil: entre Império e Primeira República
    11669 palavras | 47 páginas
  • RESUMO A FILOSOFIA NATURAL NA CIVILIZAÇÃO GRECO-ROMANA
    1573 palavras | 7 páginas
  • Democracia, etica e cidadania
    1600 palavras | 7 páginas
  • Civilização Romana
    2115 palavras | 9 páginas
  • CIDADANIA, DEMOCRACIA E A POLIS NA GRECIA ANTIGA.
    1285 palavras | 6 páginas
  • Civilização romana
    1370 palavras | 6 páginas
  • A democracia e o exercicio da cidadania
    1915 palavras | 8 páginas