APLICAÇÃO DA LEI PENAL BRASILEIRA EM RELAÇÃO ÀS PESSOAS.

2578 palavras 11 páginas
UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS MISSÕES
URI - CAMPUS SANTIAGO

APLICAÇÃO DA LEI PENAL BRASILEIRA EM RELAÇÃO ÀS PESSOAS.

RESUMO: O presente artigo tem por escopo o estudo relativo à aplicação da lei penal em relação às pessoas, onde inicialmente far-se-á uma abordagem geral sobre os aspectos de aplicabilidade da lei penal brasileira no tempo e espaço e finalmente sua aplicação quanto às pessoas, este último, enfoque específico do presente trabalho acadêmico, passando-se em seguida a análise das hipóteses de imunidade (parlamentar, diplomática, entre outras) de aplicação da lei penal.

PALAVRAS-CHAVE: Lei. Penal. Aplicabilidade. Pessoas. Imunidade.

1. Introdução:

Ao abordarmos a temática da “aplicação da lei penal”, primeiramente, devemos estuda-la separadamente sob três óticas: aplicação da lei penal no tempo, aplicação da lei penal no espaço e aplicação da lei penal quanto às pessoas. Seguindo-se a ordem cronológica, quanto à aplicação da lei penal no tempo, o princípio da anterioridade da lei penal impõe uma conclusão: a lei penal é irretroativa, disciplinando as relações jurídicas nascidas depois do início de sua vigência. O Código Penal determina que ninguém pode ser punido por fato que a lei posterior deixa de considerar crime, cessando em virtude dela a execução e os efeitos penais da sentença condenatória.

À vista dessas normas, extraem-se as conclusões, primeiro: a lei penal incidente é da época do fato, tempus

Relacionados

  • Retroatividade e Ultratividade da Lei Penal
    2154 palavras | 9 páginas
  • A Sacralidade da Pessoa em Hans Joas
    1982 palavras | 8 páginas
  • Eficácia da lei penal no tempo e no espaço.
    2775 palavras | 12 páginas
  • Princípio da anterioridade e princípio da irretroatividade da lei penal
    1585 palavras | 7 páginas
  • Aplicação da mecânica na produção industrial brasileira
    1382 palavras | 6 páginas
  • Crimes sexuais no código penal militar, uma abordagem em face da lei 12.015/09 que altera e da nova redaçao ao codigo penal.
    2751 palavras | 12 páginas
  • Resumo da comparação entre as leis mosaicas e a atual legislação civil e penal brasileira
    1299 palavras | 6 páginas