ARQUITETURA E SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

1254 palavras 6 páginas
ARQUITETURA E SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Os novos materiais: concreto armado
A industrialização da construção após Segunda Guerra Mundial
Análise dos fatores que condicionaram seu desenvolvimento

RESUMO

Com maior preparação tecnológica e com uma política habitacional objetiva e atuante, as nações europeias, após a segunda guerra mundial, tiveram mais facilidade na reconstrução de seus territórios, unindo qualidade e quantidade em unidades residenciais. Déficit habitacional, carência de materiais de construção, dificuldade na obtenção de recursos financeiros e falta de mão-de-obra especializada são exemplos de problemas superados com a nova política.

MATERIAIS

No que tange os materiais utilizados, o ferro e o vidro foram gradativamente postos de lado, dando espaço para a experimentação.
Madeira – foi muito utilizada na construção de habitações unifamiliares no Canadá e EUA, mas atualmente não está sendo tão empregada por conta da fácil combustão e da baixa resistência mecânica.
Aço (Alumínio e Zinco) – Instigavam a criatividade de arquitetos, porém eram raramente empregados totalmente na construção de um edifício.
Concreto Armado – Se enquadrou perfeitamente à produção em série e foi um material que permitiu uma industrialização na construção, sendo também aperfeiçoado constantemente.
Apresenta inúmeras vantagens, tais como:
Resistencia ao fogo
Pequena alteração de volume consequente de alterações de temperatura
Não necessita de grandes cuidados

Relacionados

  • Revolução industrial e Iluminismo e período joanino
    830 palavras | 4 páginas
  • Dilema ético e De volta à revolução industrial
    1618 palavras | 7 páginas
  • Trabalho criança e mulheres revolução industrial
    1423 palavras | 6 páginas
  • A segunda revolução industrial
    3236 palavras | 13 páginas
  • Revolução Industrial Norte-americana e Inglêsa
    1268 palavras | 6 páginas
  • A contribuição da energia elétrica na segunda revolução industrial
    928 palavras | 4 páginas
  • Revolução industrial e as máquinas térmicas
    1954 palavras | 8 páginas