Aconselhamento psicopedagogico

1830 palavras 8 páginas
Apesar do termo aconselhamento ser largamente difundido como uma das principais modalidades de intervenção psicológica ou psicopedagógica, o nome pode induzir em erro devido à sua etimologia. Ao contrário do que parece sugerir, este tipo de serviço de apoio ao cliente exige que o especialista se abstenha de dar conselhos, pois ele não pode ocupar o lugar de um familiar ou amigo.

O apoio tem a ver sobretudo com a ajuda à adaptação do solicitante à realidade, em harmonia com a sua própria personalidade. O aconselhamento faz com que o cliente se conheça melhor («Conhece-te a ti próprio!»), entenda a natureza e o alcance dos seus conflitos e consiga atingir um equilíbrio interior duradouro e reconfortante.

Há muitos aspectos da nossa
…exibir mais conteúdo…
Porém, quando Osório diz que, o melhor seria os pais interferir o mínimo possível na vida escolar de seus filhos, nos deixou em dúvida, pois a impressão que o incentivo dos pais torna-se dispensável no processo escolar dos filhos. Tal observação nos pareceu contraditória, se levarmos em conta o esforço que fazemos para conseguir uma efetiva participação da família na escola.
Contudo, após dissecar o texto, compreendemos que o autor deseja deixar clara a necessidade que o educando tem de caminhar com seus próprios pés. Quanto a participação da família entendemos que deve acontecer através do acompanhamento do processo de ensino com sua presença nas tomadas de decisões, quando a escola precisa direcionar quais os caminhos a serem trabalhados.
“Costuma-se dizer que a família educa e a escola ensina, ou seja, a família cabe oferecer à criança e ao adolescente a pauta ética para a vida em sociedade e a escola instruí-lo, para que possam fazer frente às exigências competitivas do mundo na luta pela sobrevivência”. (Osório, 1996, p.82)
Quando o autor escreve que a família educa para a ética social e a escola ensina a viver com competitividade no mundo, ele tenta delinear a participação da escola e família na formação do educando.
Numa análise mais detalhada, a família e a escola possuem funções diversas. Tais funções não devem ser confundidas sob pena de causar um desagradável atrito entre ambas. Porém é imprescindível que uma conheça as finalidades da outra

Relacionados

  • Resumo das teorias de aconselhamento psicológico
    2382 palavras | 10 páginas
  • Protocolos de testes psicopedagógicos
    1222 palavras | 5 páginas
  • aconselhamento familiar
    1225 palavras | 5 páginas
  • Aconselhamento não diretivo
    2490 palavras | 10 páginas
  • Aconselhamento diretivo e não diretivo
    7210 palavras | 29 páginas
  • Aconselhamento farmaceutico
    1948 palavras | 8 páginas
  • Aconselhamento Diretivo
    967 palavras | 4 páginas
  • Aconselhamento psicologico
    1101 palavras | 5 páginas
  • o jogo como instrumentos psicopedagogicos
    1656 palavras | 7 páginas