Acumulação primitiva

1438 palavras 6 páginas
Acumulação Primitiva
Foi a partir do século XV que se iniciou a acumulação primitiva, um processo lento, iniciado no período de evolução do homem e que no decorrer dos séculos foi sendo moldado de acordo com a ambição do mesmo.
O homem aprendeu a viver da terra e a cultivá-la em beneficio próprio, é a partir deste conhecimento que começa a cumulação de bens, nessa acumulação nascerão as classes, ou seja: os dominantes e os dominados. E aí sim se inicia a verdadeira acumulação. A acumulação por parte dos senhoris foi tamanha que tanta as terras dos pequenos proprietários, terras comunais, da igreja e até mesmo do Estado foram anexadas aos grandes feudos. Com a expropriação das terras centralizando o poder de produção nas mãos de poucos, que usavam de forma vantajosa para elevar os preços dos meios de subsistência deixava o pobre cada vez mais a mercê dos mesmos.
Agora o pobre que já não tem mais a terra para trabalhar em prol de seu sustento tenta nas cidades um emprego assalariado, e agora terá que ir ao mercado comprar aquilo de que necessita.
Para piorar a situação dos antigos servos, ou seja, homens livres estes são obrigados a servirem o exército nas guerras que eram constantes. Aproveitando-se disso, os senhores usavam escravos para o cultivo da terra e esses já que não podiam ir para a guerra, multiplicavam-se aumentando ainda mais o lucro dos senhoris, pois os mesmos teriam maior quantidade de mão-de-obra para trabalhar em seus meios de produção.
Em toda parte,

Relacionados

  • Termo acumulação
    2067 palavras | 9 páginas
  • Resumo: lei geral da acumulação capitalista
    1273 palavras | 6 páginas
  • Morte e vida severina a luz do debate teórico-histórico da acumulação primitiva do capital.
    1699 palavras | 7 páginas
  • Costumes e crimes na sociedade primitiva
    2890 palavras | 12 páginas
  • não existe língua primitiva
    1077 palavras | 5 páginas
  • ALGUMAS FORMAS PRIMITIVAS DE CLASSIFICAÇÃO
    948 palavras | 4 páginas
  • Fichamento: marx, k. a chamada acumulação primitiva. in: o capital: crítica a economia política. livro i, volume ii. rio de janeiro: civilização brasileira, 1968.
    1065 palavras | 5 páginas
  • Células germinativas primitivas
    1899 palavras | 8 páginas
  • Marx - lei geral da acumulação capitalista
    3909 palavras | 16 páginas