Administrção portuguesa e igreja catolica

2216 palavras 9 páginas
Administração portuguesa e igreja católica

As capitanias foram uma forma de administração territorial do império português uma vez que a Coroa, com recursos limitados, delegou a tarefa de colonização e exploração de determinadas áreas a particulares, através da doação de lotes de terra, sistema utilizado inicialmente com sucesso na exploração das ilhas atlânticas. No Brasil este sistema ficou conhecido como capitanias hereditárias, tendo vigorado, sob diversas formas, durante o período colonial, do início do século XVI até ao século XVIII, quando o sistema de hereditariedade foi extinto pelo Marquês de Pombal, em 1759 (a hereditariedade foi abolida, mas a denominação capitania não).

Essas capitanias penas acontecia, quando era
…exibir mais conteúdo…
Um Regimento instituiu o Governo Geral. O documento detalhava as funções do novo representante do governo português na Colônia. O governador geral passou a assumir muitas funções antes desempenhadas pelos donatários. A partir de 1720 os governadores receberam o título de vice-rei. O Governo Geral permaneceu até a vinda da família real para o Brasil, em 1808. Tomé de Sousa, o primeiro governador do Brasil, chegou em 1549 e fundou a cidade de Salvador, a primeira da Colônia. Trouxe três ajudantes para ocupar os cargos de: provedor - mor, encarregado das finanças; ouvidor - geral, a maior autoridade da justiça; e o de capitão - mor da costa, encarregado da defesa do litoral. Vieram também padres jesuítas chefiados por Manuel da Nóbrega, encarregados da catequese dos indígenas e de consolidar, através da fé, o domínio do território pela Coroa portuguesa. O controle da aplicação da justiça e a expansão da fé cristã, ações atribuídas ao Governo Geral, eram expressivas em relação ao momento pelo qual passavam as monarquias européias: o absolutismo e os movimentos decorrentes do surgimento do protestantismo. Em 1551, no governo de Tomé de Sousa, foi criado o 1º Bispado do Brasil com sede na capitania real, sendo nomeado bispo D. Pero Fernandes Sardinha. Foram também instaladas as Câmaras Municipais, compostas pelos "homens bons": donos de terras, membros das milícias e do clero. Nesse

Relacionados

  • Filosofia e igreja católica
    1102 palavras | 5 páginas
  • administrção de cargos e salários
    2049 palavras | 9 páginas
  • Alimentação e a igreja católica
    3660 palavras | 15 páginas
  • Administração portuguesa e igreja catolica
    2043 palavras | 9 páginas
  • O PAPEL DA MULHER E SUA PARTICIPAÇÃO NA IGREJA CATÓLICA
    1986 palavras | 9 páginas
  • Maquiavel, igreja catolica e organização militar e sua influencia na administração
    902 palavras | 4 páginas
  • A relação da igreja católica na formação dos estados modernos
    1461 palavras | 6 páginas
  • HISTORIA E ORGANIZAÇÃO DA IGREJA CATOLICA
    1896 palavras | 8 páginas
  • Papel da igreja catolica na idade media
    3086 palavras | 13 páginas