Análise Semiótica - O Boticário

1672 palavras 7 páginas
MEU TÍTULO MARAVILHOSO IRÁ SE ENCAIXAR AQUI
Alexandra Balestero P. de Godoy
Resumo:
Esse artigo tem como objetivo analisar uma das propagandas da empresa O Boticário, utilizando a teoria semiótica de Pierce.
Palavra-chave: Propaganda, O Boticário, Semiótica, Pierce, Conto de Fadas.

1. Introdução:
Desenvolver uma análise de acordo com os princípios teóricos de Charles Pierce em cima de uma propaganda publicitária da empresa O Boticário que explora os contos de fadas conhecidos mundialmente para abordar seu público de uma maneira inovadora e obter sucesso de venda.
A fundamentação teórica da análise foi baseada em estudos de Pierce que aborda o significado de tudo que está presente e interligado, tanto quanto coisas e pessoas.
…exibir mais conteúdo…
As operações da planta industrial, localizada também em São José dos Pinhais, iniciaram em 1982.
Atualmente, O Boticário é uma das unidades de negócios do Grupo Boticário, organização criada em 2010 para atuação multinegócios, nos setores de beleza e moda. O nome O Boticário significa "O Farmacêutico", isto é, aquele que prepara fórmulas.
Os produtos: Atualmente, o portfólio de produtos de O Boticário é composto por cerca de 800 itens divididos nas categorias Perfumaria, Cuidados Pessoais e Maquiagem.
São produzidos na fábrica do Grupo Boticário, em São José dos Pinhais (PR), que utiliza processos que contribuem para promover a qualidade de vida e minimizar os impactos ambientais de sua atividade. Como exemplo, a empresa não realiza testes que envolvam o uso de animais e procura estabelecer parcerias com fornecedores e institutos que também não o façam. O Boticário apoia a utilização de técnicas de cultura de células in vitro e testes com pessoas (in vivo).
Os métodos são validados pelo ECVAN (Centro Europeu para Validação de Métodos Alternativos) e reconhecidos internacionalmente por entidades como FDA (Food and Drug Administration) e SCCNFP (Comitê Científico para Produtos Cosméticos e Não Alimentos).
Outro exemplo está na utilização de técnicas como a Head Space para a produção de algumas fragrâncias. Por meio dela, as espécies de flores selecionadas para o desenvolvimento de um perfume são envolvidas por uma cúpula de vidro, mantendo-a em seu habitat

Relacionados