Análise da obra O Cortiço e o contexto histórico da época

2557 palavras 11 páginas
Vanessa:
- Sobre o Rio de Janeiro e os cortiços do século XIX.
- Sobre O Cortiço (Análise da Obra)

Sobre o Rio de Janeiro e os cortiços do século XIX.
No século XIX, o Rio de Janeiro já passava uma grande imagem de luxo e glamour. Sua cultura e o requinte, que ilustrava todo o cenário glamouroso dessa cidade era um fator, assim como suas lojas de produtos importados e de moda européia.

população carioca tinha mais de 350.000 habitantes, aonde haviam 15.000 crianças que praticamente não estudavam e apenas 1000 moças que estudavam em colégios ingleses e franceses. As mulheres dessa época mantinham-se totalmente dependentes dos maridos
“Quando o brasileiro volta da rua, ele encontra em casa uma esposa submissa que lhe trata como uma criança mimada; ele lhe dá vestidos, jóias e diversos tipos de chapéus, mas esse mulher não é por ele associada a seus negócios nem as sua preocupações. É uma boneca com quem ele brinca quando quer e que em realidade não passa da primeira escrava da casa...” (Olendorf, Paris, 1883, p.169)
As famílias eram o centro das preocupações dos jornalistas positivistas, principalmente seus escândalos, dos quais o próprio Aluísio Azevedo se inspirou para o romance Casa de Pensão.
Porém, bem longe dali, havia o subúrbio, onde escravos e mulatos se uniam com o proletariado, ambos pobres, todos vítimas do sistema econômico e social baseado na escravidão. Outras vítimas eram os imigrantes: Italianos, portugueses, estes também

Relacionados

  • O com crioulo, o cortiço e dom casmurro ( análise das obras)
    5010 palavras | 20 páginas
  • Processo historico da educação
    2697 palavras | 11 páginas
  • Processos historicos da educação
    7542 palavras | 31 páginas
  • o adolescente e as drogas no contexto da justiça
    4120 palavras | 17 páginas
  • A VALORIZAÇÃO E DESVALORIZAÇÃO DA MULHER NO ATUAL CONTEXTO SOCIAL
    961 palavras | 4 páginas
  • Análise da obra O guardador de rebanhos
    1126 palavras | 5 páginas
  • O cortiço análise
    3691 palavras | 15 páginas
  • Análise literária da obra o seminarista
    2674 palavras | 11 páginas
  • A teoria e a avaliação construtivista no contexto da educação infantil
    1745 palavras | 7 páginas