Análise de "Navio Negreiro" e "Canção do Exílio"

3223 palavras 13 páginas
Canção do Exílio
Gonçalves Dias

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá. Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá. Não permita Deus que eu morra,
Sem que volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

ANÁLISE CONTEXTUAL
O poema Canção do Exílio de Gonçalves Dias, foi produzido no primeiro momento do Romantismo Brasileiro, época na qual se vivia uma forte onda de nacionalismo, que se devia ao recente rompimento do Brasil-colônia com Portugal. O poeta trata, neste sentido, de demonstrar aversão aos valores portugueses e ressaltar os valores naturais do Brasil. Quando Gonçalves Dias escreveu este poema, cursava Faculdade de Direito em Coimbra, em Julho de 1843. Vivia, desta forma, um exílio físico e geográfico. Tradicionalmente, esta é a situação do exílio. Gonçalves Dias não foi o primeiro a falar de exílio. Nos textos bíblicos, temos inúmeros relatos referentes a esse assunto. O texto bíblico revela a tristeza e o choro dos judeus, que têm

Relacionados

  • As múltiplas influências do romantismo português e as paródias brasileiras da canção do exílio de Gonçalves Dias
    3448 palavras | 14 páginas
  • Análise linguística e morfossintática dos seguintes textos: ostia, serpens temerarius e de ciceronem vita.
    2820 palavras | 12 páginas
  • Intertextualidade no Navio Negreiro
    965 palavras | 4 páginas
  • Análise textual de canção para álbum de moça
    1017 palavras | 5 páginas
  • Resumo sobre Oficial de Proteção do Navio
    3383 palavras | 14 páginas
  • Análise de conteúdo e análise do discurso
    6549 palavras | 27 páginas
  • Canção do exilio
    1305 palavras | 6 páginas