Análise do Livro "O Cortiço"

4018 palavras 17 páginas
“O Cortiço” - Aluísio Azevedo
Resumo e Elementos Estruturais da Narrativa

O Cortiço de Aluísio Azevedo, publicado em 1890, romance consagrado como uma das principais obras literárias brasileiras.
É uma obra narrada em terceira pessoa do singular, onde o narrador tem total poder na estrutura da história e aparentemente parece ser imparcial, mas na realidade ele entra diretamente em diversos pontos da narrativa.
O tempo é trabalhado de modo linear, com início, desenvolvimento e final da narrativa.
Um romance ágil e bem construído, onde as pessoas existem em função do meio, que o drama individual é o que menos importa. Com dramas pessoais corriqueiros, simples e incidentes, com toques extremamente melodramático e concessivo. Além, de um pessimismo exarcebado.
A história se passa no Brasil, durante o século XIX, sem data precisas. Há dois ambientes que são explorados no livro: o cortiço e o sobrado do comerciante Miranda e sua família, que fica ao lado do cortiço.
Desde sua infância João Romão, protagonista da obra, trabalhou para um vendeiro, quando este enriqueceu e resolveu ir embora, deixou para ele, em forma de pagamentos atrasados, a venda, nos refolhos do bairro de Botafogo, deixou também, tudo que tinha dentro e certa quantia em dinheiro.
Percebe-se, que o espaço da obra ocorre no Rio de Janeiro, especificamente no bairro de Botafogo. Como demonstra o seguinte trecho: “[...] suja e obscura taverna nos refolhos do bairro de Botafogo; [...]”.
Apossado

Relacionados

  • Simulado do livro o cortiço
    843 palavras | 4 páginas
  • resenha do livro 10 dias de cortiço
    2772 palavras | 12 páginas
  • O cortiço análise
    3691 palavras | 15 páginas
  • Resumo do livro O cortiço
    2238 palavras | 9 páginas
  • Analise do livro O Quinze
    2990 palavras | 12 páginas
  • Analise do livro - organização dos bichos
    1878 palavras | 8 páginas
  • Analise do Livro Geografia e Participação
    1220 palavras | 5 páginas