Análise do poema motivo, de cecilia meireles

471 palavras 2 páginas
Análise do poema Motivo, de Cecília Meireles. 1. O poema é todo escrito em primeira pessoa, mostrando o que há de íntimo, a subjetividade do eu lírico; além disso, é perpassado por antíteses, que serão mostradas no decorrer da análise;

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa 2. Nestes versos, o uso do tempo presente indica a valorização do instante, do momento; o que importa é a plenitude da vida no agora. É quase um aviso: o eu lírico mostra que não se apega ao passado ou ao futuro, a vida é boa no presente.

Não sou alegre nem sou triste sou poeta. 3. Primeira aparição de antíteses; nesse caso as conjunções não e nem mostram a indiferença e a imparcialidade do eu lírico.

Irmão das coisas fugidias; não sinto gozo nem tormento 4. Neste momento, o eu lírico se coloca no mesmo patamar das coisas passageiras, breves, ilusórias; a esfera em que se encontra é efêmera. O eu lírico é livre, não se prende. Novamente a oposição de dois elementos: gozo e tormento. Mais uma vez aparecem as conjunções não e nem, o que me faz pensar em um eu lírico quase que impenetrável.

Atravesso noites e dias no vento. 5. Antítese. A inconstância do viver; tom melancólico; a leveza e a delicadeza com que é tematizada a passagem do tempo, verso imagético, como se estivesse representando a transitoriedade da vida. Nessas duas primeiras estrofes, percebemos a ocorrência de rimas ricas, entre palavras de classes gramaticais diferentes.

Se

Relacionados

  • Análise pós-modernista nos poemas de cecília meireles
    3032 palavras | 13 páginas
  • analise do poema Ismalia
    1162 palavras | 5 páginas
  • ANÁLISE DO POEMA “ODE AO BURGUÊS” DE MARIO DE ANDRADE
    484 palavras | 2 páginas
  • Análise dos poemas de pau brasil de oswald de andrade
    2246 palavras | 10 páginas
  • Análise do Poema "Eu nunca guardei rebanhos" de Alberto Caeiro
    1239 palavras | 5 páginas
  • Análise de Poemas Camonianos
    4837 palavras | 20 páginas
  • cecília meireles
    1601 palavras | 7 páginas
  • Análise do poema sonhos de menina, de cecília meireles
    1194 palavras | 5 páginas