Análise do texto: fordismo, toyotismo e volvismo

3231 palavras 13 páginas
Análise do texto “Fordismo, Toyotismo e Volvismo: os caminhos da indústria em busca do tempo perdido”, de Thomaz Wood Jr1.
Me. Marcos Antonio de Oliveira Cruz2

1. INTRODUÇÃO Este trabalho visa discutir questões referentes ao artigo “Fordismo, Toyotismo e Volvismo: os caminhos da indústria em busca do tempo perdido”, de Thomaz Wood Jr, (1992), abordando os principais elementos envolvidos em cada um dos tipos de produção (massa, enxuta e customizada), considerandose a visão operacional e suas implicações na saúde e segurança dos funcionários, uma vez que estes estão expostos a diferentes situações na produção, além de refletir e propor alternativas para a redução dos riscos de doenças do trabalho. Considerar-se-á, ainda, a evolução dos
…exibir mais conteúdo…
Ainda dentro da primeira fase, Taylor apresenta o estudo para definição de tempos-padrão, com o propósito de resolver o problema dos salários. Buscava sistematizar a divisão das tarefas em elementos básicos, medir e controlar o tempo que trabalhador

2

conseguiria executar a atividades para, posteriormente, definir tempos-padrão para os elementos básicos. Na segunda fase da teoria científica, com o problema dos salários basicamente resolvido e em segundo plano, pois se tinha evidenciado que era parte de um contexto muito maior, enfocou-se o aprimoramento dos métodos de trabalho. Taylor, na sua produção de 1903, Shop Management (Administração de operações fabris), relata que o homem de primeira classe é diferente do homem de classe média, pois possui motivação para realizar seu trabalho sem desperdiço de tempo e sem limitar sua produção. Entretanto, este tipo de trabalhador, mesmo tendo um benefício financeiro maior que as demais classes, poderia se tornar ineficiente, caso lhe faltassem incentivos ou houvesse pressão para reduzir o ritmo do trabalho. Para Taylor, os princípios básicos que constituíram esta fase trariam a seleção e o treinamento de pessoal, os salários altos e custos baixos de produção, identificando, assim, uma melhor maneira para se executar tarefas e a ênfase na cooperação entre administração e trabalhadores. Outros aspectos também foram tratados no estudo, como por exemplo a padronização de ferramentas e equipamentos, o sequenciamento e a

Relacionados