Análise dos poemas siderações e inefável, de cruz e souza

664 palavras 3 páginas
As diferentes formas de desejar.

|
O poema Siderações, de Cruz é Souza, é um soneto, decassílabos formado por dois quartetos e dois tercetos, com rimas externas, sendo cruzadas nos quartetos e emparelhadas nos tercetos.
Através do simbolismo, nos ambienta em conflito com realidade e sonho do eu lírico, que utiliza da pontuação como a reticências sempre nos finais das estrofes para expressar algo que não é dito, dados que escapam da nomeação. Usa também dos astros, céu, anjos, de toda simbologia e do abstrato, pela visão, audição e olfato, para declarar anseios e desejos.
Em Inefável, que também é um soneto, formando por dois quartetos e dois tercetos, com rimas externas, sendo rimas interpoladas nos quartetos e emparelhadas nos tercetos, podemos observar a utilização de muitos adjetivos e exageros em seu cantar, o eu lírico denomina-se um réu e condenado ao amor, revela-nos os desejos e anseios através dos versos.
Analisando Inefável, podemos dizer que não existe algo que o vença e o domine quando se trata se emoções e sentimentos, quando sua alma acorda e desperta para o amor,ele a compara com uma flor nascendo, pois resplandece, transborda de alegria, felicidade e entusiasmo. Acompanhada do alvoroço e do tamanho da emoção que sente.
Denomina-se Réu do amor, como um prisioneiro, com uma sentença a cumprir pela vida inteira, como se já estivesse condenado a ele pra sempre, porém apenas ao amor que ele recorda, que do silêncio aparece, como se ele esquecesse e em

Relacionados

  • Análise do poema motivo, de cecilia meireles
    471 palavras | 2 páginas
  • analise do poema Ismalia
    1162 palavras | 5 páginas
  • ANÁLISE DO POEMA “ODE AO BURGUÊS” DE MARIO DE ANDRADE
    484 palavras | 2 páginas
  • Estudo de caso da souza cruz
    1954 palavras | 8 páginas
  • Análise de conteúdo e análise do discurso
    6549 palavras | 27 páginas
  • Análise do poema sonhos de menina, de cecília meireles
    1194 palavras | 5 páginas
  • Análise de poemas e conto de Edgar Allan Poe
    2673 palavras | 11 páginas
  • Análise semântica e sintática do poema "Meus oito anos", de Casimiro de Abreu
    362 palavras | 2 páginas