Andre Bazin e o Neorrealismo

1136 palavras 5 páginas
André Bazin e o Neorrealismo

“Não é esta uma sólida definição do realismo em arte: obrigar o espírito a tomar partido sem trapacear com os seres e as coisas? ”

André Bazin é o principal teórico do modelo realista dentro do cinema. Seu realismo não é meramente uma questão de fundo ou de forma, mas sim de essência, do estado da coisa enquanto coisa. Para Bazin, o cinema é ontologicamente realista. Este pressuposto está atrelado à imagem fotográfica e seu poder de reprodutibilidade mecânico do real, sem necessitar da intervenção criadora do homem. Tal imagem produz uma verdadeira libertação das artes plásticas de seu “complexo” de múmia (salvar o ser pela sua aparência).
É por conta deste pressuposto filosófico que o autor irá prescrever e elogiar modelos e propostas cinematográficas que privilegiavam o respeito à continuidade espacial e temporal dos eventos em desfavor das trucagens e estilizações de outras escolas. Como via de exemplo, Bazin chama mais de uma vez o expressionismo alemão de heresia. Isto não quer dizer, diferente de que muitos alardeiam por aí, que o crítico francês seja contra qualquer tipo de trucagem ou efeito à priori, o mesmo podendo ser dito de sua defesa de procedimentos como o plano-sequência e a profundidade de campo(o autor chega mesmo a dizer que não haveria a mínima diferença se “Festim Diabólico” fosse decupado de maneira clássica).Diferente do que pode sugerir o título do

Relacionados

  • O Sagrado e o Profano
    1012 palavras | 5 páginas
  • o cliente é o senhor
    401 palavras | 2 páginas
  • O antes, o meio e o depois
    9700 palavras | 39 páginas
  • A Importância da Avaliação Física na Criança e no Adolescente em Fase Escolar - André Luís Amaral e Ronaldo Vilela Barros
    1126 palavras | 5 páginas
  • O homem e o lixo
    6337 palavras | 26 páginas
  • o Juiz e o ceo
    640 palavras | 3 páginas
  • o Pavão e o Leão
    3888 palavras | 16 páginas
  • santo andré de mantua
    2690 palavras | 11 páginas
  • O que é o prointer
    773 palavras | 4 páginas
  • Lisbela e o Prisioneiro
    913 palavras | 4 páginas