Arquitetura e Urbanismo

3873 palavras 16 páginas
De acordo com Diane Ghirardo, (...) os pós-modernistas que desdenharam os objetivos utópicos que os modernistas queriam alcançar por meio da forma incorreram em pelo menos dois grandes erros. Em primeiro lugar, com o passar do tempo, no final da década de 70 e ao longo da década de 80, eles abandonaram toda aspiração de mudança social, não só por meio da forma, mas em todos os sentidos. (...) O segundo erro foi que os adversários do modernismo utópico ainda acreditavam no poder da arquitetura de transmitir significa­do, como nas obras dos pós-modernistas de orientação populista, ou de criticar a sociedade contemporânea por meio da forma, como no caso de arquitetos como Peter Eisenman, com sua série de casas numeradas. (GHIRARDO, Diane. …exibir mais conteúdo…
Antiguidade[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Arquitetura da Antiguidade

Pirâmides egípcias
À medida que as comunidades humanas evoluíam e aumentavam, acometidas pelas ameaças bélicas constantes, a primeira modalidade arquitectónicas a se desenvolver foi essencialmente a militar.

A humanidade confrontava-se com um mundo povoado de deuses vivos, gênios e demónios: um mundo que ainda não conhecia nenhuma objetividade científica. O modo como os indivíduos lidavam com a transformação de seu ambiente imediato era então bastante influenciado pelas suas crenças. Muitos aspectos da vida cotidiana estavam baseados no respeito ou na adoração ao divino e ao supernatural. O poder divino, portanto, equiparava-se (ou mesmo superava) o poder secular, fazendo com que os principais edifícios das cidades fossem os palácios e os templos. Esta importância fazia com que a figura do arquitecto estivesse associada aos sacerdotes (como no Antigo Egipto) ou aos próprios governantes e a execução dos edifícios era acompanhada por diversos rituais que simbolizavam o contacto do Homem com o divino.

As cidades marcavam uma interrupção da natureza selvagem, consideradas o espaço sagrado em meio natural. Da mesma forma, os templos dentro das cidades

Relacionados

  • Escola de arte guignard - arquitetura e urbanismo
    1966 palavras | 8 páginas
  •  COMPUTAÇÃO GRÁFICA APLICADA À ARQUITETURA E URBANISMO
    952 palavras | 4 páginas
  • Tipos de Pisos - Arquitetura e Urbanismo
    3162 palavras | 13 páginas
  • Arquitetura e Urbanismo
    2027 palavras | 9 páginas
  • Metodologia de projeto em arquitetura e urbanismo
    1215 palavras | 5 páginas
  • Introdução a Arquitetura e Urbanismo
    891 palavras | 4 páginas
  • Análise de projetos de arquitetura e urbanismo
    1504 palavras | 6 páginas