Artigo - violência contra mulher, quem é o verdadeiro inimigo.

904 palavras 4 páginas
Protagonismo: o antídoto para a violência contra a mulher Por Maristela Pacheco Alves
A violência contra a mulher tem ocupado cada vez mais espaço nos veículos jornalísticos e isto mostra a necessidade de ações urgentes para conscientizar e ajudar os casais, baseadas em análises mais profundas dessa questão. A desigualdade de poder, vista por toda parte, influencia fortemente os comportamentos individuais na nossa sociedade e se manifesta através de inúmeros jogos de poder nas relações. Destes jogos, o da vítima/vilão é o mais básico e facilmente incorporado pelas pessoas. As pessoas escolhem estes papéis, mesmo que inconscientemente, de acordo com as suas tendências e condicionamentos culturais. Assim, na relação afetiva, genericamente, a mulher é educada para o papel de mais passiva e tende a funcionar como vítima e o homem, treinado mais para a ação e para ser guerreiro, tem maior atração para o vilão. Na recente aceleração da evolução feminina, a mulher tem descoberto o seu poder de ação, especialmente para a sua sobrevivência e muitas vezes, para a auto-realização material e profissional. Contudo, no relacionamento-a-dois, a situação é bem diferente. A maioria evoluiu pouco no papel de parceira e, por não conseguir resolver os conflitos de poder que surgem, se submete, convivendo com a situação de desigualdade de poder e aceitando a hostilidade do seu companheiro. Como vítima, a mulher

Relacionados

  • VIOLÊNCIA DOMÉSTICA OU A LÓGICA DO GALINHEIRO
    5105 palavras | 21 páginas
  • Boxe Plano de Ensino
    2707 palavras | 11 páginas
  • A família de jesus como modelo da família cristã
    5815 palavras | 24 páginas
  • Pena De Morte Material De Apoio
    10101 palavras | 41 páginas
  • A tortura desde a idade antiga até a idade contemporânea
    3722 palavras | 15 páginas
  • Modernismo e pós-modernismo na literatura brasileira
    5549 palavras | 23 páginas
  • Semelhanças Entre o Budismo e o Cristianismo
    18405 palavras | 74 páginas
  • 100 perguntas sobre socialismo
    12271 palavras | 50 páginas
  • Didática e metodologia do ensino religioso ensino confirmátorio
    16820 palavras | 68 páginas
  • Martin luther king junior e a luta contra a segregação racial: uma questão de consciência
    14580 palavras | 59 páginas