Aspectos Geológicos da Província do Tocantins

2812 palavras 12 páginas
Capítulo II - Aspectos Geológicos

II.1. Província Tocantins Os terrenos arqueanos são parte da Província Tocantins e compreendem as rochas mais antigas de Goiás. São representados, em parte, por rochas atribuídas por Almeida (1968) ao Complexo Basal. Atualmente, suas rochas estão agrupadas em Complexos Granito–Gnáissicos e Greenstone Belts e incluem suítes gabro dioríticas, intrusões graníticas e diques máfico-ultamáficos. A maior área de Terrenos Granito-Greenstones ocorre na porção centro-oeste de Goiás, tem forma oval irregular com eixo maior norte-sul com cerca de 250 km e menor leste-oeste de aproximados 80 km, o que totaliza cerca de 17.500 km2. Estes terrenos estão tectonicamente envoltos por
…exibir mais conteúdo…

1984), divide a Faixa Brasília em duas porções distintas (norte e sul) em relação à tectônica, estratigrafia, magmatismo ou metalogênese (Fuck & Marini, 1979, In: Schobbenhaus et al., 1984.). Os efeitos dessa estrutura abrandam-se gradativamente para leste. Na porção norte as direções estruturais variam entre N e NNE com vergência para E e SE, tendendo a direções NE e ENE, à medida que se aproximam do eixo da inflexão. Na região sul, as estruturas dominantes apresentam direções e vergência NE, ressaltando direções WNW e vergência SSW junto à inflexão. Essa anomalia, registrada sobre as rochas do Grupo Araxá, sugere um empurrão do bloco norte sobre o bloco sul.

II.1.1.1. Grupo Araxá

Barbosa (1955) ao abordar a geologia da bacia do rio Quebra-Anzol, na região de Araxá (MG), descreve a ocorrência de xistos verdes, micaxistos e migmatitos e os denominou de Formação Araxá. Posteriormente, sua área de ocorrência foi estendida para o Estado de Goiás, quando foi elevada à categoria de Grupo e subdividido nas unidades A e B (Barbosa et al., 1967, 1970a). Investigado por diversos autores (Baptista, 1969; Braun, 1970a, 1981, 1982; Ferrari & Brandalise, 1971; Danni et al., 1973; Marini et al., 1976, 1978; Danni & Ribeiro, 1978; Braun & Baptista, 1978, Lacerda Filho et al., 1999) por mais de três décadas, várias modificações conceituais foram introduzidas ao Grupo com exclusão de vários litótipos. Em

Relacionados

  • Geomorfologia do espirito santo
    2909 palavras | 12 páginas
  • 123123
    7051 palavras | 29 páginas
  • BECKER, Bertha Koiffmann; EGLER, Claudio Antonio Gonçalves. Brasil: uma nova potência regional. 4. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.
    10328 palavras | 42 páginas
  • Geografia do brasil - módulo básico 1
    8293 palavras | 34 páginas
  • Geografia de Mato Grosso
    15058 palavras | 61 páginas
  • literatura goiana e acontecimentos historicos
    11881 palavras | 48 páginas
  • Usina - ilha solteira
    8239 palavras | 33 páginas
  • enem 2014 simulado 1º dia
    15887 palavras | 64 páginas