Avaliação da qualidade microbiológica da farinha de piracuí vendido em feiras livres de manaus - am

1813 palavras 8 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS PESQUEIRAS

RELATÓRIO – AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DA FARINHA DE PIRACUÍ VENDIDO EM FEIRAS LIVRES DE MANAUS – AM

MANAUS – AM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS PESQUEIRAS

RELATÓRIO – AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DA FARINHA DE PIRACUÍ VENDIDO EM FEIRA LIVRE DE MANAUS – AM

LAÍZA SOUZA
LUIGI MAGALHÃES
MARIA ANTONIA TRINDADE
OCTAVIO MATOS
SARA LOEBENS
SILVIA BINDÁ
Este relatório foi solicitado pelo prof: Antonio José Inhamuns para obtenção de nota parcial na disciplina de Microbiologia do Pescado.

Este relatório foi solicitado pelo prof: Antonio José
…exibir mais conteúdo…
O trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade microbiológica da farinha de piracuí vendida em feiras livres de Manaus, AM, Br.

OBJETIVOS
Avaliar a qualidade microbiológica da farinha de piracuí vendida em feiras livres de Manaus, AM, Br.

MATERIAL E MÉTODOS
Os materias utilizados na prática laboratorial foram: * Amostra de piracuí; * Placas de petri; * Erlenmeyer; * Balança analítica; * Álcool 70%; * Pipeta * Alça de Drigalski * Tubos de ensaio * Algodão; * Papel laminado; * Câmara de fluxo laminar; * Água peptonada; * Agar Potato destrose; * Cloranfenicol; * Autoclave * Béquer

METODOLOGIA
O experimento foi realizado no laboratório de tecnologia do pescado da Universidade Federal do Amazonas.
Para as análises de mesófilos, psicrotrófilos e fungos, foram necessários a preparação do meio PCA (Agar Potato Destrose). Porém, para os fungos foi necessário acrescentar no PCA cloranfenicol. As análises dos fungos foram feitas em triplicata, em diluições de 10-1, 10-2 e 10-3 de solução de água peptonada. Portanto, para a detecção de fungos foram utilizadas 9 placas de petri.
Preparação meio PCA para Fungos
9 placas X 30 mL

Relacionados