Barroco

3781 palavras 16 páginas
Contexto histórico

Reforma Protestante
X
Contrarreforma
Após o Concílio de Trento, realizado entre os anos de 1545 e 1563 e que teve como consequência uma grande reformulação do Catolicismo, em resposta à Reforma protestante, a disciplina e a autoridade da Igreja de Roma foram restauradas, estabelecendo-se a divisão da cristandade entre protestantes e católicos.
Nos Estados protestantes, onde as condições sociais foram mais favoráveis à liberdade de pensamento, o racionalismo e a curiosidade científica do Renascimento continuaram a se desenvolver. Já nos Estados católicos, sobretudo na Península Ibérica, desenvolveu-se o movimento chamado Contrarreforma, que procurou reprimir todas as tentativas de manifestações culturais ou religiosas contrárias às determinações da Igreja Católica. Nesse período, a Companhia de Jesus passa a dominar quase que inteiramente o ensino, exercendo papel importantíssimo na difusão do pensamento aprovado pelo Concílio de Trento.
O clima geral era de austeridade e repressão. O Tribunal da Inquisição, que se estabelecera em Portugal para julgar casos de heresia, ameaçava cada vez mais a liberdade de pensamento. O complexo contexto sociocultural fez com que o homem tentasse conciliar a glória e os valores humanos despertados pelo Renascimento com as ideias de submissão e pequenez perante Deus e a Igreja. Ao antropocentrismo renascentista (valorização do homem) opôs-se o teocentrismo (Deus como centro de tudo), inspirado nas tradições

Relacionados

  • Barroco
    1528 palavras | 7 páginas
  • barroco
    2525 palavras | 11 páginas
  • Barroco
    3611 palavras | 15 páginas
  • Barroco
    3314 palavras | 14 páginas
  • Barroco mineiro
    3666 palavras | 15 páginas
  • Barroco Europeu
    5630 palavras | 23 páginas
  • Barroco no brasil
    830 palavras | 4 páginas
  • Azulejos barroco
    4374 palavras | 18 páginas
  • Barroco francês
    303 palavras | 2 páginas