Breve histórico da psicologia do trânsito

1960 palavras 8 páginas
No Brasil, a história da psicologia aplicada ao trânsito remonta à década de 1930, quando se iniciaram as primeiras aplicações de instrumentos psicológicos de orientação e seleção profissional dos futuros profissionais das ferrovias em São Paulo. Em 1950 houve a contratação de psicólogos pelo Detran-RJ com a finalidade de estudar o comportamento dos condutores. Isso ocorreu em razão do avanço da indústria automobilística e do aumento da demanda por segurança, formação e orientação dos condutores, a psicologia do trânsito direcionou suas atividades para o transporte rodoviário, a fim de tentar frear o aumento nos índices de acidentes (Mange, 1956; Trench, 1956). Assim, foi sancionada a Lei 9545, que instituía o Exame Psicotécnico para candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), sendo o Instituto de Seleção e Orientação Profissional (ISOP) o responsável por tal atividade. Nas décadas seguintes, o Detran-MG contratou a Professora Alice Mira Lopez para prestar assessoria e treinar seus psicólogos na área de Psicologia de Trânsito. Desse modo, desde 1951 até hoje, a avaliação psicológica (psicotécnico) se inseriu no processo de habilitação, sendo atualmente uma etapa preliminar, obrigatória, eliminatória e complementar para todos os condutores e candidatos a obtenção da habilitação.
A partir daí, a Psicologia de Trânsito passou a ser definida como “uma área da Psicologia que investiga os comportamentos humanos no trânsito, os fatores e processos externos e internos,

Relacionados

  • Análise do comportamento: controle coercitivo e o transito brasileiro
    3379 palavras | 14 páginas
  • BEHAVIORISMO DEFINIÇÃO E HISTÓRIA
    8380 palavras | 34 páginas
  • Fobias
    4385 palavras | 18 páginas
  • Psicologia Comunitária - Relatório de Intervenção Junto a Comunidade
    9928 palavras | 40 páginas
  • Dificuldades enfrentadas por acadêmicos do curso de psicologia da faculdade de quatro marcos portadores de tdah - transtorno do déficit de atenção e/ou hiperatividade
    10782 palavras | 44 páginas
  • Historia daloucura
    7587 palavras | 31 páginas
  • relatorio de visita
    2423 palavras | 10 páginas
  • INTRODUÇÃO A PEDAGOGIA
    3090 palavras | 13 páginas