Capitalismo Tardio - João Manuel Cardoso de Mello

3998 palavras 16 páginas
O Capitalismo Tardio – João Manuel Cardoso de Mello
1.2 A passagem da economia colonial à economia exportadora capitalista no Brasil
1.2.1 O início da crise da economia colonial e a constituição da economia mercantil-escravista cafeeira nacional
Crise da economia colonial no Brasil se dá devido à queda do “exclusivo metropolitano” e à formação da economia nacional.
Começa indagando a gênese da economia escravista mercantil cafeeira:
A economia mercantil-escravista cafeeira nacional é obra do capital mercantil que veio se formando desde a queda do “exclusivo metropolitano” (um ponto que mostra isso é o fato de que inúmeras das fazendas de café se formaram com capitais transferidos do setor mercantil) e também do embrionário sistema monetário que veio se desenvolvendo desde a vinda da corte real para o Brasil, já que estes acontecimentos criaram a possibilidade de que se nacionalizasse a apropriação do excedente e de que se internalizassem as decisões de investir.
Outro fator importante para a formação da economia cafeeira foi que existiam recursos produtivos prévios subutilizados, tanto terras próximas ao Rio de Janeiro, quanto escravos liberados pela desagregração da economia mineira (Celso Furtado também mostra isso, falando ainda da utilização das mulas como o meio de transporte que estava disponível, e foi então utilizado).
Mas além do que questões do lado da oferta, tinha como essencial para a sua formação condicionantes do lado da demanda internacional deste

Relacionados

  • Capitalismo tardio e sociabilidade moderna - resumos
    522 palavras | 3 páginas
  • Industrialização restringida
    1793 palavras | 8 páginas
  • A revolução cientifico-tecnológio e a expansão do capitalismo
    923 palavras | 4 páginas