Capoeira

898 palavras 4 páginas
Capoeira
A capoeira começou no século XVI, bem na época em que o Brasil era, ainda, colônia de Portugal e foi trazida pelos escravos africanos da região da Angola que imigraram ao Brasil para servir de mão-de-obra escrava na região nordeste.
Quando chegaram, os africanos tiveram que desenvolver formas de proteção contra a repressão e a violência importa pelos colonizadores brasileiros. Os senhores de engenho, naquela época, proibiam os escravos de praticar qualquer tipo de luta. Assim que criaram essa regra, os escravos começaram a adaptar passos das danças africanas para tipos de luta. E assim surgiu à capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança.
A capoeira é dividida em 3 tipos: capoeira de Angola, regional e contemporânea.
Angola
A capoeira de angola é a mais próxima da capoeira dos escravos antes de se adapta-lo. Ela é caracterizada por ser mais lenta, mas ainda sim rápida, com movimentos furtivos executados próximo ao solo, como em cima, o movimento enfatiza as tradições da capoeira, que esta ligada aos rituais afro-brasileiros. A musica sempre deve estar acompanhada por uma bateria completa de oito instrumentos, chamada de Bateria da Angola

Regional
A capoeira regional é mais conhecida como uma manifestação baiana, criada por Manoel dos Reis Machado ou Mestre Bimba. Ele misturou a capoeira angola e o Batuque (luta-livre comum da Bahia do século XIX) para poder criar a capoeira regional.
Para poder modificar e se diferenciar da capoeira angola, ele acabou mudando

Relacionados

  • Sociologia Capoeira
    2015 palavras | 9 páginas
  • Capoeira Faculdade UNG
    1955 palavras | 8 páginas
  • Historia da capoeira
    1822 palavras | 8 páginas
  • Roda de capoeira
    2528 palavras | 11 páginas
  • Aspectos históricos da capoeira
    1372 palavras | 6 páginas
  • Apostila de capoeira
    2794 palavras | 12 páginas
  • A Esportivização da Capoeira
    11872 palavras | 48 páginas
  • Regulamento de Capoeira
    9606 palavras | 39 páginas
  • Anatomia da capoeira
    1707 palavras | 7 páginas
  • Capoeira: luta de resistência à violência
    9722 palavras | 39 páginas