Cardiotoxicidade decorrente do uso abusivo de drogas psicoativas estimulantes: ecstasy, cocaína e crack

4712 palavras 19 páginas
Cardiotoxicidade ardiotoxicidade decorrente do uso abusivo de drogas psicoativas estimulantes: ecstasy, cocaína e crack1
JARDIM, Rosane Correa2; ROSSINI, Salete3.
RESUMO
O tema do presente trabalho tem como objeto de estudo a relação entre a maior incidência de doenças cardiovasculares em sujeitos jovens usuários de drogas psicoativas como o ecstasy, a cocaína e principalmente o crack, cujas propriedades simpaticomiméticas em muito se assemelham aos das duas anteriores, embora tenha efeitos muito mais devastadores. Das três drogas, a mais antiga é a cocaína, enquanto que o ecstasy e o crack são típicas do século XX. O status de epidemia do crack no cenário social atual, revelado pela sua fácil acessibilidade a partir do preço inferior ao da cocaína e pelo efeito farmacológico intenso de prazer, euforia e disposição, se evidencia pela sua procura por usuários de todos os segmentos socioeconômicos, bem como conduz à atenção das autoridades de saúde pública nas pesquisas sobre eventos cardiopáticos decorrentes do seu abuso.
Os profissionais de saúde devem se preparar nos cuidados com esses pacientes por causa de suas características especiais, e apresentarem coparticipação nos meios educativos para a prevenção de casos futuros de abuso entre crianças e jovens e, portanto, de eventos cardiovasculares uso abusivo de drogas psicoativas.
Palavras-chave: ecstasy, cocaína, crack, cardiotoxicidade, distúrbios cardiovasculares, ação da enfermagem. INTRODUÇÃO
Na

Relacionados

  • O uso indiscriminado de drogas
    2078 palavras | 9 páginas
  • O uso de drogas lícitas e ilícitas e suas consequências sociais e econômicas
    5879 palavras | 24 páginas
  • Transtornos mentais e de comportamento decorrentes do uso de subbstâncias psicoativas
    556 palavras | 3 páginas
  • Conscientização do uso de drogas por adolescentes
    1218 palavras | 5 páginas
  • Drogas na adolescencia e suas consequências
    4366 palavras | 18 páginas
  • Ética e drogas
    2181 palavras | 9 páginas
  • Fisioterapia e prevenção ao uso de drogas
    3554 palavras | 15 páginas
  • Drogas depressoras, estimulantes e alucinógenas
    2139 palavras | 9 páginas
  • Drogas Licitas e Ilicitas
    1837 palavras | 8 páginas
  • Tratamento farmacológico e não farmacológico de dependentes de crack
    15384 palavras | 62 páginas