Ceteb - educação especial e inclusiva

3228 palavras 13 páginas
ANA MARIA FERREIRA SILVA RIBEIRO * Muitas escolas estão se empenhando para que haja um ensino de qualidade, no entanto, o bom funcionamento e desenvolvimento da escola, depende de todo um conjunto, principalmente da valorização dos professores, o que não está havendo. Sendo assim, se torna mais difícil. O bom professor desempenha seu papel independente das circunstâncias, porém a falta de motivação (tanto verbal, quanto financeira), gera um desconforto no desenvolvimento da educação, aí recorremos à Deus, conforme cita Carlos Drumond de Andrade.

* A escola inclusiva é uma forma de garantir o direito de uma escola realmente para todos, independente de suas especificidades e necessidades. O auxilio do professor de apoio, adequação
…exibir mais conteúdo…
Vale ressaltar que a avaliação da pessoa com deficiência mental deve ser feita considerando sua totalidade. Felizmente as maiorias das crianças deficientes mentais podem aprender muitas coisas, chegando à vida adulta de uma maneira parcial e relativamente independente e, mais importante, desfrutando da vida como todos.

* SÍNTESE – DEF. AUDITIVA: Denomina-se deficiência auditiva a diminuição da capacidade de percepção normal dos sons, sendo considerado surdo o indivíduo cuja audição não é funcional na vida comum, e parcialmente surdo, aquele cuja audição, ainda que deficiente, é funcional com ou sem prótese auditiva. A deficiência auditiva pode ser classificada em deficiência de transmissão, quando o problema se localiza no ouvido externo ou médio; mista, quando o problema se localiza no ouvido médio e interno, e sensorioneural quando se origina no ouvido interno e no nervo auditivo. A deficiência auditiva pode ser congênita (através da hereditariedade, viroses maternais) ou adquirida (quando existe uma predisposição genética, quando ocorre meningite, ingestão de remédios otóxicos, exposição a sons impactantes e viroses). Algumas condições têm-se destacado, no âmbito biomédico, como causas potenciais da deficiência auditiva como: causas pré-natais, perinatais e pós-natais. O grau e o tipo de audição, assim como a idade em que esta ocorreu, vão determinar importantes diferenças em relação ao tipo de atendimento que o aluno irá receber. Do ponto de vista

Relacionados

  • educação inclusiva
    1242 palavras | 5 páginas
  • O PROFESSOR E SUA FORMAÇÃO DIANTE DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
    5070 palavras | 21 páginas
  • Educação inclusiva
    1373 palavras | 6 páginas
  • TRANSIÇÃO DO PARADIGMA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO MODELO SEGREGADO A PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL
    792 palavras | 4 páginas
  • educação inclusiva
    1026 palavras | 5 páginas
  • Resenha Crítica do Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva - A Escola Comum Inclusiva
    841 palavras | 4 páginas
  • EDUCAÇÃO INCLUSIVA
    1612 palavras | 7 páginas
  • educação inclusiva
    1523 palavras | 7 páginas