Classicismo

3454 palavras 14 páginas
Classicismo
O Renascimento foi um amplo movimento econômico, cultural e cientifico surgido na Itália, em fins da Idade Média, e que rapidamente se espalhou por toda a Europa.
A literatura clássica refletiu um espirito novo, mais centrado no ser humano, nos seus problemas e nas suas conquistas. Essa visão antropocêntrica na verdade não surgiu pela primeira vez no renascimento, pois os antigos gregos já tinham construído uma sociedade baseada nela.
Daí no nome renascimento uma associação ao surgimento de alguns valores que haviam caracterizado a cultura grega – romana Clássica.
A Luz dessas ideias iniciou se no século XVI, O movimento literário chamado Classicismo.
Em Portugal, o classicismo teve como marco inicial o ano de 1527, com o
…exibir mais conteúdo…

Com a chegada de uma sociedade mais laica e ligada ao pensamento filosófico, os artistas tiveram que buscar uma solução que ligasse o divino, pois a arte ainda era encomendada para representar deuses e motivos religiosos ao humano, novo campo de interesse ligado à política democrática da pólis e de pensadores como os sofistas e os filósofos, preocupados em compreender a relação entre o homem e o universo. Nesse contexto, construíram uma estética naturalista, mas idealizada, baseada em cânones que eram a média das características físicas das pessoas mais belas.

Os principais acontecimentos da era Classicista foram: * Queda do feudalismo; * Expansão marítima; * Desenvolvimento do Capitalismo.

Características do classicismo: 1- Imitação dos autores clássicos gregos e romanos da antiguidade, como Homero Virgílio valorizando além do soneto as epopeias. 2- Uso da Mitologia: Os deuses e as musas, inspiradores dos clássicos gregos e latinos, aparecem também nos clássicos renascentistas: Os Lusíadas: (Vênus) = a deusa do amor; Marte (o deus da guerra) protegem os portugueses em suas conquistas marítimas. 3- Predomínio da Razão sobre os sentimentos. A Linguagem clássica não é subjetiva nem impregnada de sentimentalismo e de figuras, porque procura filtrar por meio da razão, todos os dados fornecidos pela natureza e desta forma expressar verdades

Relacionados